O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Executivos da Apple garantem: Mac e iPad não vão se fundir

A Apple jura que só quer construir os melhores produtos em suas respectivas categorias
Pages para iOS, iPadOS e macOS

Não é de hoje que notamos um estreitamento das pontes entre o Mac e o iPhone/iPad. A chegada do macOS Big Sur, com design e iconografia declaradamente inspirados no iOS/iPadOS, reforçou essa impressão — e o Apple Silicon, com a possibilidade de rodar apps móveis no computador, somente a fortaleceu.

Publicidade

Agora, com a chegada da nova geração do iPad Pro, o prospecto de uma fusão entre o macOS e o iPadOS, especificamente, está ainda mais concreto — afinal de contas, os Macs e iPads Pro mais recentes compartilham o mesmíssimo chip M1. Estaríamos próximos dessa união definitiva? Segundo a Apple, não. De jeito nenhum.

Em entrevista ao The Independent, Greg Joswiak (vice-presidente sênior de marketing global da Maçã) e John Ternus (vice-presidente sênior de engenharia de hardware) afirmaram que a intenção da empresa não é fundir as duas categorias de produtos — e sim construir os melhores dispositivos dentro dos seus respectivos segmentos.

De acordo com Jos:

Publicidade

Existem duas histórias conflitantes que as pessoas gostam de contar sobre o iPad e o Mac. De um lado, as pessoas dizem que eles competem entre si — que alguém teria de decidir se quer um Mac ou um iPad. Ou então as pessoas dizem que estamos fundindo os dois — que nós estamos montando uma enorme conspiração para eliminar as duas categorias e transformá-las em uma só. Na realidade, nenhuma das histórias é verdadeira. Nós somos muito orgulhosos do fato de que trabalhamos muito, muito duro para criar os melhores produtos em suas respectivas categorias.

Ternus complementou a afirmativa de Jos, lembrando que Macs e iPads não precisam se sobrepor no fluxo de trabalho (ou uso geral) das pessoas:

Nós não pensamos sobre — digo, nós não vamos limitar o que um dispositivo pode fazer para evitar que ele pise nos dedos do outro dispositivo ou coisa assim. Nós estamos trabalhando para fazer os melhores Macs que podemos e os melhores iPads que podemos. E as pessoas escolhem. Muitas pessoas escolhem ambos, e têm fluxos de trabalho que envolvem ambos — algumas pessoas, para alguma tarefa em particular, preferem um em relação ao outro.

Sobre a chegada do M1 ao iPad Pro, Joswiak evitou compartilhar futuros planos que a Apple tem em relação ao tablet — o executivo limitou-se a afirmar que o chip permite que desenvolvedores alcem voos ainda mais altos, abrindo horizontes antes impossíveis de se imaginar num dispositivo móvel.

A dupla falou também sobre o desafio ao criar a tela Liquid Retina XDR que equipa o novo iPad Pro de 12,9 polegadas — e traz, sob vários aspectos, recursos semelhantes aos do monitor profissional Pro Display XDR. Ternus afirmou que o segredo do feito foi miniaturizar toda a tecnologia embarcada no monitor — algo conquistado, naturalmente, com a adoção do Mini-LED:

A miniaturização foi uma tarefa e tanto. Se você olhar para os dois produtos, o iPad é obviamente muito mais fino que o Pro Display XDR, e a maneira como a arquitetura funciona, você tem o LED atrás do painel. Conforme você vai diminuindo esses LEDs, você não necessariamente precisa adicionar mais deles, e sim aumentar a densidade de LEDs, porque você não tem mais tanto espaço para misturar a luz e criar zonas. Desde o início, portanto, o desafio era: como criamos uma retroiluminação com densidade suficiente? Para isso, tivemos que projetar um novo tipo de LED. Tivemos que criar o processo para colocar 10.000 LEDs nesse painel de uma forma incrivelmente precisa.

Joswiak e Ternus comentaram, por fim, o recurso Palco Central (Center Stage) dos novos iPads Pro, que combina a câmera frontal ultra-angular dos novos dispositivos com inteligência artificial para “seguir” uma ou mais pessoas no enquadramento da imagem. Ternus classificou a novidade como “libertadora”, permitindo que você se movimente de forma mais natural enquanto se comunica com colegas, amigos e família — você pode, inclusive, completar seus círculos do Apple Watch enquanto participa das suas videoconferências.


iPad Pro (miniatura)
iPads Pro de 11″ e 12,9″ de Apple Preço à vista: a partir de R$9.719,10
Preço parcelado: em até 12x de R$899,92
Cores: cinza espacial ou prateado
Capacidades: 128GB, 256GB, 512GB, 1TB ou 2TB
Lançamento: abril de 2021
Geração: 3ª geração (11″) e 5ª geração (12,9″)

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão por cada venda concluída por meio dos links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Office

Microsoft libera versão preview do Office 2021 para Mac

Próximo Artigo
Hidden Through Time

Promoções na App Store: Hidden Through Time, Tremor Tracker, Video Player vGuru: DVD Player e mais!

Posts Relacionados