O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple é processada por violação de patentes no Taptic Engine

O motor vibratório dos iPhones e Apple Watches é que está na berlinda, agora
Taptic Engine do iPhone 12 Pro Max (iFixit)
iFixit

Mais um dia, mais um processo chegando ao departamento jurídico de Cupertino — desta vez, vindo da empresa Taction Technology e girando em torno de uma suposta infração de duas patentes no Taptic Engine.

Publicidade

O Taptic Engine, se você não está ligando o nome à coisa, é o nome que a Apple dá ao motor vibratório que equipa todos os iPhones e Apple Watches lançados de uns anos para cá. Ele se caracteriza por uma série de tecnologias que permitem aos dispositivos vibrar de formas muito precisas e distintas entre si — e, por isso, rapidamente passou a representar um elemento importantíssimo da experiência de uso do iOS e do watchOS, com os chamados feedbacks hápticos.

Pois de acordo com a Taction, a Apple infringiu duas de suas patentes com uma atualização recente do Taptic Engine. Os detalhes técnicos da questão podem ser conferidos nos autos do processo, mas basicamente o impasse foi iniciado quando a Maçã começou a implementar flexuras no design dos seus motores vibratórios para centralizar a massa dos dispositivos e controlar melhor a vibração, numa arquitetura baseada em ferrofluido magnético — justamente a tecnologia registrada pelo Dr. Silmon James Biggs que é detida pela Taction.

Versões iniciais do Taptic Engine não tinham esse design, implementando uma haste centralizada no motor vibratório para obter um efeito semelhante. Esses aparelhos anteriores, portanto, não entram no processo da Taction, mas dispositivos mais recentes, já com o novo (e supostamente infrator) design do Taptic Engine, sim — eles incluem todos os Apple Watches desde o Series 3 e todos os iPhones desde o 8/8 Plus.

Publicidade

A Taction, vale notar, *não* se caracteriza como uma patent troll por já ter implementado suas criações no mundo real: a empresa já lançou (após uma campanha bem-sucedida no Kickstarter) um headphone chamado Kannon, que incorpora as tecnologias de vibração descritas nas suas patentes. A Corsair também já licenciou os registros intelectuais da empresa e aplica as tecnologias no headset gamer HS60.

A empresa exige da Apple o pagamento de danos, com valores ainda não divulgados, além de compensação retroativa e futura referente a todos os dispositivos considerados infratores. O caso está registrado na Corte Distrital do Sul da Califórnia — e nós, claro, ficaremos de olho.

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Pesquisa Mac Dev Survey 2021, da Tower

Swift já é a 2ª linguagem mais usada por desenvolvedores no Mac

Próximo Artigo
App Qoin

Promoções na App Store: Qoin, Secret of Mana, My PaintBrush Pro e mais!

Posts Relacionados