O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Que tal rodar o Chrome na nuvem? Com o Mighty para macOS, você poderá

Usando 30% a menos do seu processador — e 10x menos memória
Mighty, navegador via nuvem para macOS

Não é de hoje que o Chrome tem fama de comilão de recursos como memória e bateria — a ponto de alguns desenvolvedores recomendarem que ele sequer seja usado no macOS, especialmente em Macs menos parrudos. O que dizer, então, da possibilidade de rodar o navegador não na sua máquina, mas na nuvem? É exatamente essa a proposta do Mighty, que está em fase de testes no Mac.

Publicidade

Inspirado nos serviços de jogos por streaming como o Stadia e o Xbox Cloud Gaming, o Mighty tem a missão de “tornar o Chrome mais rápido” (esse é o próprio slogan deles, aliás) empacotando um navegador baseado no Chromium, motor de renderização do Google, e disponibilizando-o na nuvem. Assim, todo o trabalho de lidar com as exigências pouco amigáveis do Chrome ficam não no seu computador, mas em servidores remotos que atuam como intermediários da sua navegação.

Segundo os criadores do serviço, a versão atual do Mighty é virtualmente idêntica ao Chrome nativo, rodando em 4K a 60 quadros por segundo. A diferença é que a versão da nuvem não exige mais do que 500MB de RAM1 da sua máquina e é 30% mais eficiente em relação à sua CPU2 — mesmo com mais de 50 abas abertas simultaneamente.

O vídeo abaixo traz o serviço em ação:

Para evitar os famosos problemas de lag, os desenvolvedores do Mighty criaram um protocolo próprio de latência baixa e estão trabalhando para instalar servidores remotos o mais próximos possíveis de usuários. Obviamente, ainda assim, você precisará ter uma conexão minimamente veloz (e estável) para usar o serviço sem perceber perdas em relação a um navegador local.

O serviço traz, ainda, uma série de recursos extras: ele pode lhe avisar, por exemplo, de reuniões agendadas no Zoom — e com o atalho J, você se conecta diretamente à chamada. Também é possível alternar abas com o comando Tab, e o M permite que você busque instantaneamente por um documento no Google Docs.

Publicidade

Além disso, por ser um serviço baseado na nuvem, você pode ter o seu navegador em qualquer máquina — basta entrar com seus dados de login e você retomará sua sessão exatamente como a deixou, com abas e grupos no lugar certo, histórico, favoritos, extensões e tudo mais. Em termos de privacidade, todas as suas ações (até mesmo os cliques e digitação) são criptografadas e nenhum dado é vendido ou mesmo conferido pela equipe do serviço.

O Mighty ainda está em fase de testes e usuários interessados podem preencher um formulário para se candidatar a um convite — não sabemos qual a disponibilidade geográfica do serviço por ora, entretanto. Quando for lançado definitivamente, ele será pago — o valor ainda não foi revelado, mas a fase de testes parece girar em torno de US$30/mês.

Publicidade

Você pagaria?

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Personagens de Fornite em frente o logo da Apple

Testemunhas da Epic dizem que Apple pode abrir iOS sem perder segurança

Próximo Artigo
Logo em Apple Store de Tóquio (Japão)

Receita da Apple dispara 54% no 2º trimestre fiscal de 2021 [atualizado]

Posts Relacionados