O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

App Store bugada

Apple tem lista de desenvolvedores com acesso especial a APIs, revelam documentos

O Hulu foi um dos aplicativos privilegiados com o acesso especial

O quarto dia da batalha judicial entre a Apple e a Epic Games está no fim e, como de costume, já temos mais alguns detalhes polpudos sobre a Maçã, suas operações e decisões internas.

Publicidade

Hoje, quem sentou no banco das testemunhas foi Matt Fischer, vice-presidente responsável pela App Store em Cupertino. E, em meio a questionamentos de advogados de ambos os lados, documentos com correspondências entre Fischer e outros executivos da Maçã foram exibidos na corte.

O mais interessante deles? Um email indicando que a Apple oferece (ou ao menos já ofereceu) acesso a APIs1 especiais a uma lista exclusiva de desenvolvedores e aplicativos — o Hulu, uma das maiores plataformas de streaming dos Estados Unidos, entre eles.

A informação foi revelada numa troca de mensagens entre Fischer, Cindy Lin (então diretora de gerência de programas na Apple) e Carson Oliver (um dos gerentes de negócios da App Store) ocorrida em 2018. Inicialmente, Fischer mostrou-se confuso sobre como usuários do Hulu estavam podendo usar a API StoreKit para cancelar automaticamente assinaturas do serviço — algo que outros desenvolvedores não poderiam fazer.

Publicidade

Em um determinado momento, Fischer questionou:

O que é isso? Como é que o Hulu pode mover usuários entre as assinaturas dentro do app e seu sistema próprio de pagamentos? Isso não me parece correto.

E Lin respondeu:

O Hulu faz parte de uma lista pré-aprovada de desenvolvedores com acesso à API de cancelamento/reeembolso de assinaturas. Lá atrás, em 2015, eles usavam isso para possibilitar o upgrade instantâneo de usuários usando um esquema de duas famílias — isso antes de nós termos um recurso nativo de upgrade/downgrade de assinaturas.

Os documentos não chegam a detalhar outros desenvolvedores ou empresas com acesso especial às APIs, tampouco se essa “lista de privilegiados” ainda existe. Ainda assim, a informação vai de encontro a todas as declarações da Apple de defesa às políticas da App Store: a Maçã sempre afirmou que a loja é um ambiente justo, com um “campo de jogo nivelado” para todos os desenvolvedores por lá presentes — algo que parece não bater com o acesso especial a determinados recursos.

Publicidade

Outras mensagens também demonstraram um lado, digamos, menos amigável da Apple. Em uma correspondência sobre um possível editorial na App Store sobre aplicativos que usavam o VoiceOver, a equipe de acessibilidade da Maçã queria destacar apps do Google e da Amazon; um executivo, entretanto, afirmou que “Matt [Fischer] tem uma opinião muito forte sobre não destacar nossos concorrentes na App Store”.

Para defender o lado da Apple, Fischer mostrou emails da Epic agradecendo o executivo sobre destaques feitos a seus produtos na App Store. Ele também listou todas as colaborações entre as duas empresas, demonstrando como a Epic dependia da infraestrutura e das tecnologias oferecidas pela Maçã, e afirmou que se sentiu “enganado” quando a desenvolvedora colocou o sistema de pagamento alternativo em Fortnite — justamente o estopim de toda a briga.

Vejamos, agora, o que os próximos dias nos trarão.

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Google Play

Seguindo Apple, Google também terá rótulos de privacidade de apps

Próximo Artigo
Senhas (Google)

Google implementará autenticação de dois fatores por padrão

Posts Relacionados