O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

iPad Pro M1 supera MacBook Pro com Core i9 em benchmarks

A performance é basicamente idêntica à do MacBook Air equipado com o mesmo chip

Antes do lançamento, a expectativa era que a Apple apresentasse a nova geração do iPad Pro com um chip “equivalente” ao M1 — por isso, nos surpreendemos (positivamente) quando a Maçã colocou o próprio M1, sem qualquer mudança, nos seus novos tablets topo-de-linha.

Publicidade

Ainda assim, ficava a questão: será que o M1 dos iPads Pro é o mesmíssimo chip que equipa os Macs mais recentes? E a resposta, pelo visto, é um sim grande e em letras garrafais — ao menos é o que indicam os primeiros benchmarks dos dispositivos.

Já surgiram, no Geekbench, as primeiras medições de performance dos modelos iPad13,9 e iPad13,11 — ambos referem-se ao iPad Pro de 12,9 polegadas (um com conectividade Wi-Fi e outro com Wi-Fi + Cellular). O fato é que, na média, os dispositivos conseguiram uma pontuação de 1.720 na medição de núcleo único e 7.300 na multinúcleos.

Querem outros dispositivos para fins de comparação? Pois vamos lá:

Publicidade
  • MacBook Air M1: 1.701 e 7.378
  • MacBook Pro de 16″ (processador Core i9-9880H): 1.063 e 6.531
  • iPad Pro 2020 (chip A12Z): 1.116 e 4.612

Pois é: além de se equiparar quase perfeitamente ao MacBook Air com M1 (que seria a comparação mais justa, considerando que os dois dispositivos não têm sistema de resfriamento ativo), o novo iPad Pro também supera, com alguma folga, o MacBook Pro Intel mais poderoso de todos: o modelo de 16 polegadas com chip Core i9.

O novo iPad Pro também é, segundo os benchmarks, cerca de 50% mais rápido em relação ao seu antecessor — que é justamente a promessa feita pela Apple no material de divulgação do produto.

Em termos gráficos, a pontuação média dos novos tablets gira em torno dos 21 mil pontos, também muito parecido com a pontuação do MacBook Air M1 — e cerca de 70% superior em relação aos iPads Pro anteriores, com chip A12Z Bionic.

Publicidade

Obviamente, como sempre comentamos em artigos sobre benchmarks, números não contam a história toda — o poder real de um dispositivo só poderá ser sentido pelo usuário durante o uso, e leva em conta, além do processamento bruto, fatores como o sistema, os aplicativos e os demais elementos de hardware do aparelho. Ainda assim, está na cara que o iPad Pro com M1 é, sem sombra de dúvidas, uma máquina e tanto!


iPad Pro (miniatura)
iPads Pro de 11″ e 12,9″ de Apple Preço à vista: a partir de R$9.719,10
Preço parcelado: em até 12x de R$899,92
Cores: cinza espacial ou prateado
Capacidades: 128GB, 256GB, 512GB, 1TB ou 2TB
Lançamento: abril de 2021
Geração: 3ª geração (11″) e 5ª geração (12,9″)

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão por cada venda concluída por meio dos links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Brydge Air MAX+

Brydge anuncia teclado mais robusto para iPads Air e Pro

Próximo Artigo
Apple TV+ "1971" banner

Apple TV+: confira o trailer de "1971: The Year That Music Changed Everything"

Posts Relacionados