O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Recém-demitido da Apple, Martínez fala sobre o caso no Twitter

Funcionário foi questionado por declarações misóginas e racistas.

Nesta semana, noticiamos aqui a contratação e a demissão de Antonio García Martínez (ex-gerente de produto do Facebook e autor do livro “Chaos Monkeys”). Sim, tudo isso em questão de dias ou semanas, já que não se sabe a data exata da sua contratação.

Publicidade

A demissão ocorreu após um grupo de mais de 2.000 funcionários da Apple levantarem uma petição para que houvesse uma investigação sobre as declarações passadas do executivo, consideradas misóginas e racistas.

Antonio García Martínez

Pois bem: no fim do nosso artigo sobre a demissão de Matínez, nós questionamos como uma empresa como a Apple não fez uma investigação mínima antes de efetuar a contratação. Bom, parece que não foi bem assim… hoje, o executivo abriu a boca sobre o caso.

Em uma sequência (thread) no Twitter, ele revelou como tudo aconteceu:

Publicidade

A Apple me recrutou ativamente para minha função na equipe de anúncios, entrando em contato por meio de um ex-colega para me convencer a entrar. A Apple considerou minha experiência no espaço publicitário, especificamente em torno de dados e privacidade, altamente relevante para seus esforços e me convenceu a deixar meu cargo na época.

Virei minha vida do avesso pela Apple. Vendi minha residência WA, que construí com minhas próprias mãos, me mudei, desliguei qualquer presença na mídia pública e futuras aspirações de escritor, e resolvi construir minha carreira na Apple nos anos que viriam.

De acordo com Martinez, a Apple estava ciente do conteúdo de seus livros antes da sua contratação. Inclusive, ele disse que suas referências foram extensivamente questionadas a respeito do seu livro mais vendido.

A Apple estava bem ciente do que eu escrevia antes de me contratar. Minhas referências foram questionadas extensivamente sobre meu livro mais vendido e minha verdadeira personalidade profissional (em vez da literária).

A Apple emitiu uma declaração que indica claramente que houve algum comportamento negativo da minha parte durante meu tempo na Apple. Isso é difamatório e categoricamente falso.

Sobre a demissão, como falamos, um porta-voz da Maçã disse o seguinte ao The Verge:

Na Apple, sempre nos esforçamos para criar um local de trabalho inclusivo e acolhedor, onde todos são respeitados e aceitos. Comportamento que rebaixa ou discrimina as pessoas pelo que elas são não tem lugar aqui.

As declarações de Martínez colocam mais lenha na fogueira. Será que a Apple realmente contratou o executivo sabendo, ignorando esse “passado” levantado pelo grupo de funcionários?

De qualquer forma, vamos esperar pra ver os próximos desenvolvimentos do caso — algo que diz que ele não terminará com essa declaração…

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Alunos da "Bolsa de Estudos Tim Cook"

"Bolsa de Estudos Tim Cook" reconhece alunos do Alabama

Próximo Artigo
Apple Morumbi com o novo telão 5K no fundo

Loja da Apple em São Paulo reabrirá na segunda-feira (17/5)

Posts Relacionados