O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Google apresenta Android 12, novidades no Maps, no Fotos e mais

Confira tudo de interessante que rolou no primeiro dia da Google I/O

Depois de cancelar o evento no ano passado, o Google realizou hoje a keynote de abertura da sua conferência para desenvolvedores, conhecida como I/O. E, como era de se esperar, a gigante de Mountain View apresentou um bocado de novidades bastante significativas para o mundo tecnológico em geral.

Publicidade

Nos próximos parágrafos, vamos nos debruçar sobre algumas dessas novidades — especialmente aquelas que dizem respeito ao ecossistema da Apple e/ou à concorrência direta aos produtos e serviços da Maçã. Vamos lá.

Android 12

A novidade mais significativa do dia é o banho de loja intenso anunciado pelo Google para o sistema operacional mais utilizado no mundo. O Android 12, embora não represente uma ruptura completa em relação à linguagem de design já utilizada pelo Google, é a maior atualização visual em anos.

Trata-se de um novo sistema visual, batizado pelo Google como “Material You”, que consiste em tons pastéis personalizados — todas as cores da interface se modificam de acordo com seu papel de parede, por exemplo. Temos também botões maiores, animações mais orgânicas e widgets renovados, com design mais apurado e animações atualizadas.

Android 12

O Google Assistente também está (ainda) mais presente: agora ele surge ao apertar e segurar o botão de liga/desliga do smartphone, e traz informações contextuais mais inteligentes. O Android ganhará, ainda, um recurso bem interessante no seu gerenciador de senhas: em sites compatíveis, o usuário poderá mudar sua senha diretamente pelo sistema, sem precisar ir até cada serviço para realizar a operação.

Já a privacidade também foi aprimorada: assim como no iOS, temos agora pequenos pontinhos indicadores que avisarão quando a câmera e/ou o microfone estiverem ativos (mesmo em plano de fundo), e você pode desligar o acesso geral a ambos a qualquer momento. Em termos de localização, usuários agora podem escolher entre um acesso “aproximado” ou “preciso” dos apps.

Publicidade

Por outro lado, ainda não foi dessa vez que o Google anunciou um recurso realmente semelhante à Transparência do Rastreamento de Apps (App Tracking Transparency, ou ATT) do iOS 14.5 — a empresa já havia anunciado que a Play Store ganharia uma seção de “dados nutricionais” semelhante à App Store, mas teremos de aguardar mais para isso.

Outras novidades incluem um recurso que fará seu smartphone Android funcionar como chave do carro (em modelos suportados, claro), um controle remoto para o Chromecast com Google TV e novos modos de interação com Chromebooks. A primeira versão beta do sistema já está disponível, e ele deverá ser disponibilizado nos próximos meses — dependendo da fabricante do seu smartphone, é claro.

Vale notar que, ainda na conferência, o Google anunciou que o Android chegou a uma marca formidável: o sistema está atualmente ativo em nada menos que 3 bilhões de dispositivos ao redor do mundo — incluindo todos os aparelhos que rodam o sistema, com por exemplo 250 milhões são tablets.

Para efeito de comparação, a Apple tem cerca de 1,65 bilhões de dispositivos ativos no mundo (isso incluindo não apenas iPhones e iPads, mas também Macs, Apple Watches e todos os demais aparelhos da empresa com um sistema operacional). Assombroso!

Google Fotos

A mamata do Google Fotos ilimitado e gratuito vai acabar daqui a duas semanas, mas o Google ao menos está empenhado em adicionar novidades para o serviço. Em breve, ele ganhará um recurso chamado Cinematic moments, capaz de “animar” fotos estáticas — basta que você tire duas imagens em sequência (de alguns milésimos ou segundos) e o aplicativo usará inteligência artificial para combinar as duas. Uma espécie de Live Photo do Google.

O aplicativo do Fotos ganhará também uma pasta especial, acessível somente com senha (ou informações biométricas) para guardar imagens e vídeos sensíveis — este conteúdo, claro, não ficará visível na grade principal do app. Além disso, você poderá “esconder” pessoas ou períodos para que eles não apareçam no Rolo da Câmera nem sejam incluídos nas memórias/montagens feitas automaticamente pelo serviço.

As novidades do Google Fotos serão disponibilizadas primeiramente nos smartphones Pixel, mas chegarão a outros smartphones Android e também ao iOS em breve.

Google Maps

O Google Maps, por sua vez, ganhou cinco novidades: a primeira delas usará aprendizado de máquina para fornecer aos motoristas rotas com menos chances de frenagens súbitas — que são, segundo pesquisadores, eventos com alta propensão a acidentes.

O Google Maps calculará múltiplas opções de rota, levando em conta fatores como quantidade de curvas e faixas nas pistas utilizadas; com isso, o sistema recomendará a rota com menos chances de frenagens súbitas (e que tenha a mesma previsão de chegada de outras). O Google estima que a mudança terá o potencial de evitar 100 milhões(!) de frenagens súbitas no trânsito anualmente em todos os locais cobertos pelo Google Maps.

O Live View, que traz realidade aumentada ao Maps e às rotas a pé, também está aprimorado: você pode acessar o modo diretamente do mapa, checar informações sobre estabelecimentos e se localizar geograficamente (se você estiver viajando, o modo indicará inclusive onde você está em relação ao seu hotel).

Além disso, os mapas detalhados do Google Maps, que incluem faixas de pedestre, semáforos e caminhos para pedestres, se expandirão para mais de 50 novas localidades até o fim do ano, incluindo São Paulo, Berlim, Seattle e Singapura.

Em mais novidades relacionadas à pandemia e ao distanciamento social, o Google Maps também indicará áreas muito cheias na cidade em relação às redondezas. O recurso será atualizado em tempo real, e em cidades nas quais as taxas de contaminação já caíram e medidas de proteção foram relaxadas, você poderá usar a funcionalidade também para encontrar os pontos mais movimentados e interessantes das redondezas.

Querem mais? Tem mais: o Maps passará a exibir estabelecimentos e pontos de interesse de acordo com seu uso e o horário do dia — de manhã, por exemplo, serão exibidos cafeterias e padarias, enquanto no fim de semana atrações turísticas e parques ficarão em maior destaque.

Todas as novidades acima serão disponibilizadas no iOS e no Android ao longo dos próximos meses.

Wear OS + Tizen

Tirando o watchOS, os dois principais sistemas operacionais de relógios inteligentes (e outros vestíveis) do mundo são o Wear OS, do Google, e o Tizen, da Samsung. E adivinhem: os dois agora são um só.

O Google anunciou na keynote de hoje que passou a juntar forças com a Samsung para combinar os dois sistemas em uma plataforma única. Na prática, isso significa que as melhores facetas do Wear OS e do Tizen serão aproveitadas: o sistema gastará menos bateria, rodará até 30% mais rápido e terá interface/animações atualizadas.

Os serviços do Google serão integrados, e os desenvolvedores terão mais opções para desenvolver apps para os relógios. A atualização do Wear OS/Tizen será liberada até o fim do ano.

Outras novidades

O Google anunciou ainda, como de costume, uma avalanche de outras novidades em diversas áreas — vale a pena dar uma olhada nos experimentos da empresa que pretendem usar os smartphones Android para detectar doenças de pele e tuberculose, bem como as novidades de câmera que pretendem capturar tons de pele escuros com mais precisão e fidelidade.

Temos também o Projeto Starline, um experimento que usa câmeras 3D para tornar as conversas virtuais mais “presenciais” que nunca: a tecnologia usa projetores para criar basicamente uma imagem 3D da pessoa com quem você está conversando. Por ora, a coisa toda depende de sensores e equipamentos altamente especializados, mas a ideia é avançar o projeto para torná-lo mais acessível e fácil de usar.

Nada mau, hein? 🤓

via The Verge

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Veja esse conceito do iOS 15 e segure o seu queixo

Próximo Artigo
Possível visual do "Apple Watch Series 7"

"Apple Watch Series 7" poderá ter design mais flat e nova cor verde

Posts Relacionados