O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apesar do impacto da COVID-19, Apple quer abrir mais lojas

Pessoas em frente a uma Apple Store
Sky News

Há mais de um ano o varejo mundial lida com as consequências (negativas) provocadas pela pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) — no Brasil, o comércio perdeu 75,2 mil pontos de venda, de acordo com um estudo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgado pela CNN.

Publicidade

Apesar dos impactos da pandemia no varejo (não só no Brasil), a Apple anunciou que planeja continuar a expandir o número de lojas físicas que opera, de acordo com uma nova reportagem da Bloomberg.

Segundo a vice-presidente sênior de varejo e pessoas da Apple, Deirdre O’Brien, a companhia “segue com seus planos de expansão”.

Em nosso site, as pessoas podem aprender muito sobre nossos produtos. Em uma loja, eles podem tocá-los e sentir como são. Por conta disso, pretendemos abrir mais lojas.

A executiva não entrou em mais detalhes nem mesmo confirmou se os planos são de expansão mundial ou apenas dentro dos Estados Unidos. Onde quer que a Apple abra novas lojas, no entanto, isso indica um sinal de confiança no retorno do varejo — recentemente inclusive, a companhia abriu uma incrível flagship em Roma.

Globalmente, grandes empresas de varejo, como a rede de moda Topshop do Reino Unido, entraram em colapso — enquanto outras, incluindo a Microsoft, fecharam lojas permanentemente. Por outro lado, há apenas dez dias o Google anunciou que abrirá sua primeira loja física em Nova York.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Daniel Silveira

Polícia Federal pede dados do deputado Daniel Silveira à Apple

Próximo Artigo

Rumor: iPads com tela OLED chegarão só em 2022

Posts Relacionados