O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

iPad
Framesira / Shutterstock.com

Apple liderou o mercado mundial de tablets no 1º trimestre

A Counterpoint Research divulgou nesta semana sua pesquisa sobre o mercado global de tablets referente ao primeiro trimestre de 2021 — e, não surpreendentemente, a Apple está mais uma vez na liderança.

Publicidade

De acordo com a pesquisa, as vendas aumentaram 53% em comparação ao mesmo trimestre do ano passado. Como apontado por outros estudos, o mercado global de tablets viu um crescimento exponencial após um período de queda devido à demanda por dispositivos impulsionada pelo trabalho remoto e pela educação à distância — gerada, por sua vez, pela pandemia do novo Coronavírus (COVID-19).

A CR apontou que, embora o mercado de tablets tenha crescido no último trimestre, as vendas caíram 22% em relação ao último trimestre de 2020 — geralmente, o período de janeiro a março é considerado a “entressafra” dos tablets.

Pesquisa da Counterpoint sobre venda de tablets

A Apple, como de costume, foi a fabricante que mais comercializou tablets no primeiro semestre, acumulando 37% das vendas. Segundo a pesquisa, a compra de iPads aumentou em todos os principais mercados, especialmente no Japão.

Ainda de acordo com a CR, os modelos de entrada do iPad representaram 56% das vendas gerais no primeiro trimestre — sendo o iPad (oitava geração) o modelo mais vendido no período. Já os iPads Air e Pro vieram em seguida, com 19% e 18% de participação nas vendas, respectivamente.

Publicidade

A firma aponta que os novos iPads Pro com o chip M1 verão as vendas dispararem no terceiro trimestre deste ano — isso se a produção de tablets não for ainda mais afetada pela escassez de chips.

O recém-lançado iPad Pro com chip M1 traz grandes mudanças em comparação aos modelos anteriores. A resposta inicial dos consumidores foi altamente positiva. Mas a Apple está lutando contra as restrições da cadeia de suprimentos, como a escassez de chips e problemas de produção relacionados ao display Liquid Retina XDR. Assim, esperamos que as remessas do iPad Pro com M1 possam subir no terceiro trimestre com a estabilização do fornecimento. Esse crescimento será mantido no quarto trimestre, em linha com o efeito da alta temporada.

De volta ao ranking, Samsung, Lenovo, Amazon e Huawei completaram o Top 5 das maiores fabricantes de tablets — sendo que todas, exceto a Huawei, viram um crescimento nas vendas no primeiro trimestre deste ano.


iPad mini (miniatura)
iPad mini de Apple Preço à vista: a partir de R$4.319,10
Preço parcelado: em até 12x de R$399,92
Cores: cinza espacial, prateado ou dourado
Capacidades: 64GB ou 128GB
Lançamento: março de 2019
Geração: 5ª geração

iPad de sétima geração
iPad de Apple Preço à vista: a partir de R$3.599,10
Preço parcelado: em até 12x de R$333,25
Cores: cinza espacial, prateado ou dourado
Capacidades: 32GB ou 128GB
Lançamento: setembro de 2020
Geração: 8ª geração

iPad Air
iPad Air de Apple Preço à vista: a partir de R$6.299,10
Preço parcelado: em até 12x de R$583,25
Cores: cinza espacial, prateado ouro rosa, verde ou azul céu
Capacidades: 64GB ou 256GB
Lançamento: setembro de 2020
Geração: 4ª geração

iPad Pro (miniatura)
iPads Pro de 11″ e 12,9″ de Apple Preço à vista: a partir de R$9.719,10
Preço parcelado: em até 12x de R$899,92
Cores: cinza espacial ou prateado
Capacidades: 128GB, 256GB, 512GB, 1TB ou 2TB
Lançamento: abril de 2021
Geração: 3ª geração (11″) e 5ª geração (12,9″)

via Gadgets 360

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Vídeo: Mensagens e Memojis no iOS 15 — novidades decepcionantes?

Próximo Artigo
Duet 3

Apogee lança Duet 3 para jogos, streaming e criação de música

Posts Relacionados