O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple ainda é vice-líder em ranking de marcas mais valiosas

Enquanto isso, a Amazon abriu ainda mais vantagem
Ranking de 2021 da Kantar com as marcas mais valiosas 2021

A Kantar BrandZ faz anualmente um levantamento para determinar as marcas mais valiosas do mundo e, hoje, a empresa apresentou mais uma edição da BrandZ Top 100 Most Valuable Global Brands. Como de costume, grande parte das dez primeiras colocações é dominada por companhias de tecnologia.

Publicidade

A Amazon manteve o primeiro lugar da lista com um valor estimado de US$683,8 bilhões — em comparação ao ano passado, ela cresceu 64% —, enquanto a Apple mais uma vez ficou na vice-liderança com um valor de US$611,9 bilhões e crescimento de 74%. Assim como em 2020, a distância entre as duas primeiras colocadas está consideravelmente maior.

Em terceiro está o Google, com um valor estimado em US$457,9 bilhões, seguido pela Microsoft (US$410,2 bilhões). Surpreendentemente, a Tencent (maior empresa chinesa de mídias sociais e jogos) tomou para si o quinto lugar (US$240,9 bilhões), aparecendo acima da Alibaba (proprietária do AliExpress; US$196,9 bilhões), que ficou com a sétima colocação — atrás do Facebook (sexto lugar; US$226,7 bilhões).

Finalmente, temos a Visa (US$191,2 bilhões), o McDonald’s (US$154,9 bilhões) e a Mastercard (US$112,8 bilhões) completando o Top 10. Vale mencionar também o TikTok, que estreou em 79º lugar no ano passado e subiu para a 45ª colocação. Hoje, a marca da rede social vale aproximadamente US$43,5 bilhões.

Ranking de 2021 da Kantar com as marcas mais valiosas 2021

O documento destacou outras marcas de empresas que não aparecem no topo, mas que cresceram de forma inesperada. É o caso das chinesas Pinduoduo e Meituan (atuantes no ecommerce) e a americana Tesla (marca que teve o crescimento mais rápido e se tornou a empresa de automóveis mais valiosa). A companhia de Elon Musk aumentou seu valor em 275% em comparação ao ano passado, valendo agora US$42,6 bilhões.

O levantamento constatou, ainda, que as marcas chinesas têm tomado cada vez mais espaço e hoje lideram sobre as europeias. A China representou 14% das 100 maiores marcas (há uma década, elas eram 11%) enquanto as empresas europeias compuseram 8% (ante 20%, há 10 anos). As empresas americanas, contudo, cresceram mais rapidamente no ano passado e representaram 74% do ranking.

via B9

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
iPhone reciclado

Apple quer fazer iPhones com materiais reciclados, diz Tim Cook

Próximo Artigo
Campus da Apple em Cork, na Irlanda

Irlanda quer impedir aumento de impostos para manter Apple e outras no país

Posts Relacionados