O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

“Ted Lasso”, do Apple TV+, ganha Prêmio Peabody

É a segunda produção da Apple a receber a distinção, depois de “Dickinson”
Imagem da série "Ted Lasso" do Apple TV+

No mês passado, falamos aqui sobre a indicação de “Ted Lasso” ao George Foster Peabody Award, mais conhecido como Prêmio Peabody — uma das premiações mais distintas dos Estados Unidos, com um painel de jurados altamente qualificados honrando as histórias mais atraentes e empoderadoras de um determinado ano.

Publicidade

Pois hoje, a série do Apple TV+ levou o troféu para casa — um ano após “Dickinson” ser a primeira produção da plataforma reconhecida com o prêmio.

Indicada na categoria de Entretenimento, “Ted Lasso” recebeu a honraria num vídeo apresentado pelo ator Will Ferrell — que estrelará a próxima atração de comédia do Apple TV+, “The Shrink Next Door” (“O psiquiatra ao lado”). Remotamente, o ator e cocriador Jason Sudeikis agradeceu o reconhecimento.

O júri do Prêmio Peabody escolheu “Ted Lasso” por seu “otimismo radical” e pela sua narrativa de desprezo à masculinidade tóxica e valorização da figura humana, colocando em destaque personagens que normalmente seriam tratados como figurantes ou alívios cômicos.

Vejam abaixo a justificativa do prêmio [tradução nossa]:

Publicidade

A premissa desta série extremamente popular do Apple TV+ tem todas as características de uma fórmula imemorável. Um treinador de futebol americano do Kansas, aparentemente simplório e falante, é contratado para treinar um time de futebol em Londres — um esporte sobre o qual ele não conhece nada. A nova dona do time (a maravilhosa Hannah Waddingham) pretende colocar o time no fundo do poço como uma vingança ao seu ex-marido adúltero, que perdeu a posse do time no divórcio.

Em vez disso, o que este conto “ugly american” de um peixe fora d’água oferece é uma dose charmosa de otimismo radical, com um cativante Jason Sudeikis como Ted Lasso. Descobrimos que, mais do que simplesmente um treinador esportivo, Ted é notavelmente bom em se comunicar honestamente com os outros, proporcionando mudanças por ser um ser humano profundamente bom — e que ainda assim tem suas ansiedades e dores silenciosas.

De fato, muitas das transformações pessoais nos personagens e suas relações estendidas ocorrem pelo efeito cascata do otimismo radiante e da boa vontade intensamente sincera, ainda que folclórica, de Ted. Personagens que normalmente seriam tratados como menores ou marginalizados — como Kelly, a namorada modelo do astro do futebol, e Nate the Great, o pequenino assistente de vestiário do Sul da Ásia — tornam-se agentes significativos de mudança da filosofia de Ted, a “Lasso Way”, de que quando nós “ACREDITAMOS”, todos os tipos de coisas positivas podem acontecer.

Por oferecer a resposta perfeita à prevalência resistente da masculinidade tóxica — tanto dentro das telas quanto fora delas — em um momento no qual este país precisa verdadeiramente de modelos de gentileza, “Ted Lasso” ganha o Peabody.

Muito legal — e um ótimo aquecimento para a segunda temporada da série, que estreará no dia 23 de julho.

Quanto ao Prêmio Peabody, vale lembrar que a série infantil “Stillwater” (“Sereno – O Panda Zen”) é a outra produção indicada do Apple TV+ — e ela ainda poderá levar o prêmio, já que os escolhidos de 2021 estão sendo anunciados diariamente. Ficaremos de olho.


Ícone do app Apple TV
Apple TV de Apple
Compatível com iPadsCompatível com iPhones
Versão 1.6.8 (888.8 KB)
Requer o iOS 10.2 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
AirBuddy

AirBuddy 2.4 chega com alertas personalizáveis de baterias

Próximo Artigo
"1971: The Year That Music Changed Everything"

"1971" e "The Oprah Conversation" vencem prêmios Critics Choice

Posts Relacionados