O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Bloomberg
Cristiano Amon

Qualcomm diz que pode fazer um chip melhor que o da Apple

O novo CEO1 da Qualcomm, o brasileiro Cristiano Amon, disse que a empresa deverá ter um processador para PCs capaz de bater o chip M1 da Apple. O executivo também explicou à Reuters como a empresa vê os planos da Maçã de lançar seu próprio modem.

Publicidade

As novas ambições da Qualcomm certamente terão a ajuda dos engenheiros da NUVIAadquirida por ela no começo deste ano por US$1,4 bilhão. Nesse sentido, a Qualcomm visa projetar seus próprios processadores e se desvencilhar da Arm.

Segundo Amon, o plano é começar a vender seus primeiros processadores proprietários em 2022 — mas a Qualcomm ainda está aberta ao licenciamento da Arm, especialmente se ela conseguir produzir um chip melhor para laptops.

Precisávamos ter o melhor desempenho para um dispositivo movido a bateria. Se a Arm, com a qual temos um relacionamento há anos, eventualmente desenvolver uma CPU2 que é melhor do que aquela que podemos construir por nós mesmos, então sempre teremos a opção de licenciar da Arm.

Ainda de acordo com ele, a Qualcomm não tem planos para entrar nos mercados de desktops ou servidores, mas está contemplando a possibilidade de licenciar os projetos da NUVIA para empresas de computação em nuvem — tornando-se, portanto, uma concorrente direta da Arm.

A Apple é atualmente uma grande cliente da Qualcomm — com os modems 5G da fabricante sendo usados em toda a linha do iPhone 12. Como sabemos, no entanto, a Apple está desenvolvendo seu próprio modem para substituir o componente da Qualcomm, com a possibilidade de essa tecnologia chegar nos iPhones de 2023.

Publicidade

Amon abordou a “ameaça” representada pelo próspero modem da Apple, dizendo que a Qualcomm tem “décadas de experiência no projeto de chips de modem”, o que tornaria difícil para qualquer rival replicar sua tecnologia.

Por fim, ele disse que “o mercado [deixado pela] Huawei é tão grande quanto a oportunidade da Apple para nós”, sugerindo que a Qualcomm pode ser capaz de mitigar a perda da Maçã como cliente ocupando o vazio deixado pela chinesa no mercado americano como resultado das restrições aplicadas à fabricante em território americano.

via TechRadar

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Solitaire Stories

Inspirado em Paciência, Solitaire Stories chega ao Apple Arcade

Próximo Artigo
Sede da Comissão Europeia em Bruxelas (UE)

UE alerta Apple para não usar privacidade como “escudo”

Posts Relacionados