O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Jailbreak
Recurso ATT no iOS

Ferramenta chinesa “pró-rastreamento” perde adesão de apps

Em março passado, comentamos a criação da CAID, uma ferramenta desenvolvida pela Associação de Publicidade da China (China Advertising Association, ou CAA) para coletar dados de usuários. O objetivo dessa ferramenta seria, portanto, burlar a Transparência no Rastreamento de Apps (App Tracking Transparency, ou ATT) da Apple.

Publicidade

Pouco tempo depois, a Maçã se manifestou contra a ferramenta, informando que desenvolvedores deveriam removê-la de seus apps sob a possibilidade de serem banidos da App Store — incluindo a ByteDance (dona do TikTok), o Baidu e a Tencent.

Agora, de acordo com uma nova reportagem do Financial Times, isso fez com que essas empresas repensassem o uso da ferramenta — e, desde então, o projeto tem lutado para encontrar apoio de desenvolvedores chineses e estrangeiros.

Essa é uma vitória clara para a Apple, e também para a privacidade do consumidor, já que as gigantes da tecnologia da China foram forçadas a recuar e cumprir as regras da Apple.

Nenhuma das empresas citadas comentaram o desenvolvimento e/ou testes com a CAID. Enquanto isso, a Apple reiterou que seus “termos e diretrizes da App Store se aplicam igualmente a todos os desenvolvedores ao redor do mundo” e que “aplicativos que desconsiderarem a escolha de usuários serão rejeitados”.

Publicidade

Vale notar que a Maçã também rejeitará apps que usarem outros métodos de rastreio, como o fingerprinting — o qual cria um identificador com dados de um usuário para facilitar o direcionamento de anúncios.

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Mockups dos "iPhones 13"

"iPhone 13" será o nome da próxima geração, diz fornecedora

Próximo Artigo
Didi Chuxing

China suspende app de carona no qual a Apple investiu

Posts Relacionados