O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

App Tracking Transparency

Anunciantes estão “em pânico” com queda de rastreamento no iOS, diz Bloomberg

Números recentes indicam que apenas 1/4 dos usuários está aceitando o rastreamento dos aplicativos nos seus iPhones e iPads

A essa altura, não é novidade para ninguém que a Transparência do Rastreamento de Apps (App Tracking Transparency, ou ATT), introduzida no iOS 14.5, vem causando impactos profundos no mundo dos anúncios digitais — tudo porque, conforme mais usuários vão negando o rastreamento dos aplicativos, a capacidade de direcionar propagandas também cai.

Publicidade

Hoje mais cedo, por exemplo, trouxemos para cá o dado de que a receita de anunciantes já tinha caído em cerca de 20% nos primeiros meses de existência do recurso. Agora, a Bloomberg chegou para ilustrar um pouco mais o cenário.

Segundo a reportagem, o maior impacto está vindo de anunciantes que utilizam a plataforma do Facebook. Estatísticas atualizadas, trazidas pela Branch, indicam que menos de 25% dos usuários estão aceitando o rastreamento dos aplicativos, o que, em consequência, impede a gigante das mídias sociais de oferecer certos dados de engajamento e interação para que os anunciantes meçam a efetividade das suas campanhas. Com isso, as empresas de anúncios estariam “em pânico”.

A chegada da ATT também impediu o Facebook de coletar e compartilhar certos dados pessoais dos usuários: em 75% dos casos, a rede não é mais capaz de indicar se um determinado usuário é “uma mulher no Texas” ou um “homem entre 18 e 25 anos”, por exemplo — o que torna a tarefa de direcionar anúncios ainda mais difícil para as empresas.

Publicidade

Embora não tenha confirmado os dados trazidos na reportagem, o Facebook afirmou estar trabalhando em novas formas de direcionamento de anúncios mais amigáveis em relação à privacidade do usuário. Em nota, a gigante das mídias sociais também aproveitou para fazer mais um ataque às mudanças promovidas pela Maçã:

A política da Apple está prejudicando a capacidade das empresas de usar seus orçamentos de propaganda eficiente e efetivamente, e as limitações criadas são motivadas por um benefício próprio para a Apple. Nós acreditamos que os anúncios personalizados e a privacidade do usuário podem coexistir.

Muito bem, então — vamos ver qual é a próxima carta na manga de Mark Zuckerberg e sua turma, se é que existe alguma.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Logo da Apple e gráfico de ações

$AAPL dispara 2,41% e Apple toca nos US$2,5 trilhões

Próximo Artigo
Clubhouse

Clubhouse oficializa chats de texto com o "Backchannel"

Posts Relacionados