O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Ícone do WhatsApp

WhatsApp quer se unir à Apple contra spyware israelense

No começo deste mês, uma pesquisa no mínimo preocupante da Anistia Internacional expôs ataques contra dispositivos iOS e Android direcionados a ativistas de direitos humanos, advogados e jornalistas — os quais podem inclusive afetar iPhones a partir do iMessage.

Publicidade

Por conta disso, a Apple sofreu pressão para colaborar com outras empresas de tecnologia para afastar essa ameaça — causada pelo spyware Pegasus, criado pelo israelense NSO Group.

A fim de chamar ainda mais a atenção da Apple para o caso, o CEO1 do WhatsApp, Will Cathcart, disse em uma entrevista ao The Guardian que a Maçã deve fazer mais do que apenas dizer que isso “não afetará muitos de seus usuários”.

Espero que a Apple comece a adotar essa abordagem [agressiva] também. Fale alto, participe. Não basta dizer que a maioria dos seus usuários não precisa se preocupar com isso. Não é suficiente dizer: “São apenas milhares ou dezenas de milhares de vítimas.”

Cathcart acredita, ainda, que a lista vazada com mais de 50.000 números de telefone (que seriam de interesse de clientes do NSO) pode ser genuína. Segundo ele, isso corresponde à própria investigação do WhatsApp (decorrente de uma vulnerabilidade causa pela mesma ferramenta) em 2019, provando que esses ataques já vêm acontecendo há vários anos.

Publicidade

Sobre as alegações do CEO do WhatsApp contra o NSO, um porta-voz da empresa israelense disse:

Estamos fazendo o nosso melhor para ajudar a criar um mundo mais seguro. O Sr. Cathcart tem outras alternativas as quais permitem que as agências de aplicação da lei e de inteligência detectem legalmente e previnam atos maliciosos de pedófilos, terroristas e criminosos usando plataformas de criptografia de ponta a ponta? Nesse caso, ficaríamos felizes em ouvir.

Vale notar que a Apple condenou a invasão contra dispositivos de agentes governamentais, ativistas e jornalistas, apontando que “continua trabalhando incansavelmente para defender todos os clientes e adicionando novas proteções para seus dispositivos e dados”.

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
NAB Show

Apple participará da NAB Show pela 1ª vez em uma década

Próximo Artigo
AirDrop

Jovem "ameaça" passageiros de voo pelo… AirDrop!

Posts Relacionados