O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Reparo de Mac
Shutterstock.com

Assistência de Macs nos EUA tem péssimas condições de trabalho

Funcionários disseram trabalhar até 13 horas por dia, sem celular ou conversas

Quando se trata do reparo de produtos, a Apple possui um dos mais altos padrões na indústria — e isso certamente deve ser considerado na hora de ela escolher os seus parceiros de reparo.

Publicidade

Todavia, parece que esse não é o caso da CSAT Solutions, em Houston (Texas, Estados Unidos) — uma assistência parceira da Maçã que, segundo seus funcionários, apresenta péssimas condições de trabalho, mesmo após inspeções da Apple.

Em uma reportagem, o Business Insider conversou com diversos funcionários do local que descrevem a CSAT como uma “sweatshop” (“fábrica de suor” ou “fábrica exploradora”) — com expedientes de até 13 horas diárias, ar-condicionado quebrado e prazos de reparo surreais. Um dos trabalhadores chegou a dizer que os técnicos são comparáveis a “escravos”.

Em relação ao ar-condicionado defeituoso, funcionários disseram que são instruídos a trazerem seus próprios ventiladores pessoais. Não há banheiros suficientes no prédio e o cheiro do local é horrível. Além disso, celulares e bate-papos paralelos são proibidos, disseram os trabalhadores.

Diz-se também que os técnicos são incumbidos de concluir os reparos em menos de uma hora, algo classificado como “impossível de sustentar”.

Publicidade

“Fabrica exploradora seria a maneira #1 como eu descreveria a CSAT […]. As pessoas estão correndo em todos os lugares. Pessoas estão ouvindo gritos. É muito caos quando você entra”, disse um gerente que trabalhou lá por quatro anos.

Até agora, a CSAT tem sido parceira da Apple somente no reparo de Macs, mas aparentemente a relação das duas vem aumentando e a Maçã estaria expandindo a parceria para substituição de baterias e alguns outros serviços de gadgets.

Publicidade

Em um comunicado, a Apple disse que mantém seus fornecedores e parceiros nos “mais altos padrões da indústria” e que faz visitas regulares para inspecionar as condições de trabalho. Segundo um porta-voz da empresa:

Mantemos os mais altos padrões da indústria e avaliamos regularmente nossos fornecedores para garantir que os cumpram. […] Fizemos três avaliações na CSAT em Houston nos últimos anos e os membros da Apple visitam regularmente o local. Levamos todas as alegações a sério e iremos investigar. Como sempre, nosso foco é garantir que todos em nossa cadeia de suprimentos sejam protegidos e tratados com dignidade e respeito.

Entretanto, funcionários disseram que, de fato, os auditores da Apple visitam a CSAT, mas que os técnicos são instruídos a “fazer certas tarefas de maneira diferente” quando inspecionados.

Essa é uma alegação séria, e é de se esperar que a Apple tome alguma providencia para investigar e melhorar as condições para tais funcionários.

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Logo da Apple em loja de Bangkok (Tailândia)

Receita da Apple sobe 36% e chega a US$81,4 bilhões no 3º trimestre fiscal

Próximo Artigo
Novo MacBook Pro de 13 polegadas rodando o Final Cut Pro

Apple pode ter desistido de participação na NAB Show 2021

Posts Relacionados