O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Tim Cook em lançamento dos novos iPhones e Apple Watch em lojas da Apple

Tim Cook pede que EUA deem cidadania a jovens imigrantes

Cook e mais de 90 executivos assinaram uma carta endereçada a Joe Biden e ao Congresso dos EUA

A questão dos chamados “Dreamers” (“Sonhadores”) vem sendo acompanhada de perto pela Apple já há muito tempo. Para quem não tem acompanhado o caso, tratam-se dos jovens imigrantes que chegaram aos Estados Unidos ilegalmente na companhia dos seus pais e que, por meio do programa Deferred Action for Childhood Arrivals (DACA), ganharam vistos de estudo e trabalho para permanecer no país.

Publicidade

Criado ainda no governo Obama, o DACA andou na corda bamba durante toda a administração de Donald Trump, o que levou a várias manifestações por parte da Apple e de outras gigantes tecnológicas em prol da sua defesa.

O governo Biden, por sua vez, assinou duas ordens executivas que estendem o DACA, mas há algumas semanas um juiz federal determinou que o programa não tinha base legal e impediu o governo de aceitar novas inscrições de imigrantes — além de ameaçar, mais uma vez, a continuidade da proteção aos jovens contemplados pela iniciativa.

Agora, mais de 90 CEOs1 e altos executivos — incluindo Tim Cook — assinaram uma carta [PDF] pedindo a Biden e ao Congresso dos EUA que seja criada uma nova lei que facilite o caminho dos “Dreamers” a uma cidadania americana.

A carta afirma que os jovens imigrantes do DACA contribuem para a economia dos EUA e são funcionários valorosos de uma série de empresas do país; o apoio à continuidade do programa, segundo os signatários da carta, é bipartidário e tem respaldo da maioria da população. O trecho inicial da carta afirma o seguinte:

Publicidade

Como líderes de empresas, associações e organizações ao redor do país, nós escrevemos hoje em face da determinação recente da Corte Distrital do Sul do Texas referindo-se ao programa DACA. Nós representamos todos os grandes setores da economia dos EUA e milhões de trabalhadores do país, e nosso objetivo é ajudar o Congresso a aprovar uma solução legislativa permanente para proteger os “Dreamers”, milhares dos quais são empregados valorosos das nossas empresas.

A determinação da corte é devastadora para centenas de milhares de “Dreamers”, uma vez que ficou decidido que o programa é ilegal. Por mais que a decisão permita que os jovens no DACA continuem renovando seus status — por ora —, ela contribui para o caos na vida dos imigrantes e impede a possibilidade de que eles continuem trabalhando legalmente e contribuindo com o nosso país.

Nós pedimos fortemente que o Congresso considere a aprovação de uma lei que ofereça um caminho para que os “Dreamers” obtenham cidadanias americanas. Assegurar esse caminho não é apenas a coisa certa a ser feita, mas um benefício econômico gigantesco para os Estados Unidos.

Além de Cook, assinam a carta nomes importantes do Vale do Silício, como Sundar Pichai (Alphabet/Google), Mark Zuckerberg (Facebook), Andy Jassy (Amazon), Brad Smith (Microsoft), Reed Hastings (Netflix) e muitos outros.

Veremos, agora, se a iniciativa surtirá algum efeito nas futuras decisões legislativas (e judiciais) do país.

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
ECG no Apple Watch

Apple busca gerente de projetos para equipe de saúde

Próximo Artigo
Terreno da Apple na Carolina do Norte

Apple montará escritório temporário na Carolina do Norte

Posts Relacionados