O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Shutterstock.com
Prisão

Médico é acusado de ter pornografia infantil no iCloud

O médico possuía mais de 2.000 fotos e vídeos com conteúdo ilegal

Em meio a toda polêmica envolvendo as novas políticas de detecção de conteúdo CSAM da Apple, um médico de San Francisco foi acusado de possuir pornografia infantil na sua conta iCloud.

Publicidade

O especialista em oncologia Andrew Mollick (de 58 anos) tinha mais de 2.000(!) imagens e vídeos sexualmente explícitos de crianças em sua conta na nuvem. Mollick é professor associado da Escola de Medicina da UCSF e tem afiliação com diversos centros médicos da Bay Area.

Ele foi acusado no dia 13 de julho e fez sua primeira aparição no tribunal ontem, 20 de agosto. Ele poderá pegar até 20 anos de prisão se for condenado e pagar uma multa de US$250 mil. A queixa, contudo, apenas alega que um crime foi cometido e, de acordo com os promotores, Mollick foi libertado temporariamente sob fiança de US$50 mil.

O médico também usou o mensageiro Kik para fazer upload de uma imagem que retratava pornografia infantil, de acordo com a queixa federal recentemente aberta.

Não ficou claro, entretanto, como o conteúdo na conta de Mollick foi descoberto, mas é bem provável que essa polêmica gere ainda mais repercussões (positivas ou negativas) sobre as novas medidas da Apple de combate a pornografia e abuso infantil.

Vale lembrar que o novo sistema da empresa não analisa fotos em si e só deverá ser implantado no final do ano, nos Estados Unidos.

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Manual de Apple II assinado por Steve Jobs e leiloado

Manual de Apple II assinado por Steve Jobs é leiloado por R$4,2 milhões

Próximo Artigo
Conceito HomePod TV

Conceito junta HomePod e Apple TV em uma soundbar

Posts Relacionados