O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Bandeiras dos EUA e da China
Shutterstock.com

Apple, Intel e Pfizer querem fim das tarifas sobre bens chineses

A Apple, a Intel e a Pfizer se juntaram a outras 3.700 empresas americanas em um processo contra as tarifas impostas a cerca de US$300 bilhões em produtos chineses durante a guerra comercial que se instalou entre as duas potências ainda no governo do ex-presidente Donald Trump. As informações são do Jurist.

Publicidade

Vale notar que o Tribunal de Comércio Internacional impediu a administração do atual presidente americano, Joe Biden, de encerrar as tarifas em julho de 2021, como esperado.

A ação foi movida, a princípio, pela HMTX Industries em setembro de 2020 — visando derrubar inicialmente as tarifas de apenas uma das categorias (Lista 3) de bens manufaturados na China. No entanto, o processo se expandiu para incluir outras categorias (Lista 4) à medida que mais empresas se juntaram à ação.

A Apple seria a mais afetada pela Lista 4, a qual abrangeria iPhones, MacBooks Air e Pro. Entretanto, atualmente, as Listas 3 e 4 não estão em vigor, o que fez com que os reclamantes argumentassem que não há qualquer justificativa para a manutenção das outras tarifas sob o respaldo da Lei de Comércio dos EUA.

Publicidade

O caso, “In re Section 301 Cases vs. United States”, será analisado por um painel de três juízes nos próximos meses.

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
WhatsApp

WhatsApp permitirá adicionar reações a mensagens

Próximo Artigo
Fábrica de semicondutores e chips

Escassez de chips só não afetou a Apple, ainda

Posts Relacionados