O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Fitbit Charge 5

Fitbit Charge 5 reúne ECG, OLED, sensor de estresse e preço baixo

E é compatível com iPhones, vale notar

A Fitbit (subsidiária do Google desde o início do ano) não reina mais no mundo dos vestíveis como nos seus áureos tempos, mas ainda tem um catálogo bem interessante de produtos — especialmente para quem não está com os dois pés no ecossistema da Apple ou não precisa dos recursos extras de um Apple Watch.

Publicidade

Hoje, a fabricante apresentou sua mais nova arma: o Fitbit Charge 5, uma fitness band com uma série de atributos interessantes e um preço atraente: US$180 nos Estados Unidos — 20 dólares mais barato que o Apple Watch Series 3, produto mais acessível na linha atual da Maçã (e já bem defasado).

Fitbit Charge 5

Por esse valor, o consumidor leva para casa um painel OLED1 sensível ao toque com opção de tela sempre ativa — é o primeiro dispositivo da Fitbit com esse recurso. O display é 2x mais brilhante do que o do Charge 4, podendo chegar a 400 nits, mas a tela sempre ativa tem um efeito drástico na bateria: com o recurso desligado, o dispositivo dura sete dias longe da tomada, mas ao ligá-lo, essa estimativa cai para apenas dois dias.

Fitbit Charge 5

De qualquer forma, a lista de recursos vai além. Temos todos os sensores usuais (de frequência cardíaca e temperatura, por exemplo), mas o Charge 5 inclui também um monitor próprio de ECG, um oxímetro e um mais inusual, de EDA (Atividade Eletrodérmica) — com ele, é possível checar o nível de suor das suas mãos e fazer um monitoramento do seu estresse, com recursos específicos para acalmar um usuário que esteja num momento particularmente difícil.

Fitbit Charge 5

O design do dispositivo, por sua vez, está 10% mais fino em relação ao Charge 4 e traz um visual mais arredondado e amigável. A parte ruim é que as pulseiras das versões anteriores do tracker não são compatíveis com o novo modelo.

Fitbit Charge 5

O Fitbit Charge 5 integra-se a smartphones Android e iPhones (ao contrário dos novos relógios da Samsung, vale notar) e é capaz de exibir notificações e outros dados básicos do seu aparelho. Não espere, entretanto, nada perto do nível de integração que um Apple Watch oferece com os smartphones da Maçã.

O novo dispositivo da Fitbit já está em pré-venda no site da fabricante, com previsão de entrega para o outono do hemisfério norte.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Akira Yoshino

Tecnologia do "Apple Car" poderá ser lançada ainda este ano

Próximo Artigo
Montagem do lançamento dos "iPhones 13"

Pré-venda dos "iPhones 13" deverá começar em 17/9; vendas, em 24/9

Posts Relacionados