O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple investe em empresas de biotecnologia inovadoras

Uma delas, em particular, está desenvolvendo um tratamento medicinal para feridas utilizando mel

Como parte da sua Iniciativa de Justiça e Igualdade Racial, a Apple anunciou hoje que investiu US$50 milhões em fundos de capital de risco focados em startups fundadas por pessoas negras e latinas.

Publicidade

Como parte da iniciativa, este investimento ajudará uma série de empresas, incluindo a VamosVentures — um fundo de impacto de capital de risco que investe em diversas empresas do ramo da tecnologia nos Estados Unidos.

Uma delas, em particular, é a SweetBio, que tem como objetivo o tratamento avançado de feridas utilizando as propriedades medicinais de uma fonte surpreendente: o mel. Em especial o mel Manuka, que é derivado da árvore Manuka e que, segundo alguns estudos, demonstrou ter propriedades antibacterianas e curativas.

A SweetBio foi fundada pelos irmãos Kayla Rodriguez Graff e Isaac Rodriguez, de Porto Rico, e é uma das várias empresas fundadas por latinos que recebeu investimento da VamosVentures.

Marcos Gonzalez, fundador da VamosVentures — cujos pais imigraram do México para os Estados Unidos —, disse:

Publicidade

Queremos ser mais do que apenas outro fundo de investimento. Queremos criar um portfólio de empresas lideradas por latinos e fundadores diversos, e que possam gerar um impacto real — tanto social quanto econômico. O fato de a Apple ter assumido um compromisso significativo com o nosso fundo mostra que eles reconhecem os desafios que existem para esse tipo de negócio e querem fazer parte da solução.

Para os irmãos Kayla e Isaac, desenvolver um produto com o potencial de ajudar tantas pessoas foi a força por trás da SweetBio. Sobre o investimento por parte da Apple, Isaac disse:

Ter nosso sonho apoiado por uma empresa como a Apple nos dá combustível para seguir em frente. Permite que a nossa ideia e as ideias arrojadas das futuras gerações se traduzam em produtos e serviços que vão melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Os dois viram um grande potencial medicinal no mel, que é usado desde os antigos egípcios para tratar feridas, mas agora de uma forma mais fácil de manipular. “Vimos que a sua maior necessidade era no tratamento de feridas, especificamente para úlceras diabéticas”, disse Kayla.

Os médicos do hospital Regional One Health, em Memphis (no Tennessee), têm utilizado os produtos da SweetBio como parte de um programa-piloto desde o ano passado e visto bons resultados na sua aplicação. Isso tem ajudado boa parte da população da cidade — cuja 60% é afroamericana e muitos deles vivem na linha da pobreza ou abaixo dela.

De fato, as propriedades curativas do mêl tem obtido resultados surpreendentes. A Apple destacou a história de Lauro Salvador — que tinha uma ferida grave no pé e evitou que tivesse que amputá-lo utilizando o tratamento com mel.

“No começo eu estava hesitante em experimentar um novo produto, mas ele salvou meu pé”, disse Salvador. “É um momento de orgulho saber que membros da minha comunidade estão fazendo isso.”

A iniciativa da Apple tem como objetivo apoiar a equidade educacional e econômica, a reforma da justiça criminal e outras áreas. Bom saber que ela está surtindo efeitos positivos.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Myst, jogo para macOS

Clássico puzzle Myst ganha versão otimizada para Macs M1

Próximo Artigo
Novo Coronavírus (COVID-19)

API da Apple e do Google contra COVID-19 fracassou nos EUA, mostra estudo

Posts Relacionados