O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Logo da Apple e Fortnite
Daily Sabah

Epic lamenta decisão judicial; Fortnite não voltará à App Store (ainda)

E mais: a decisão de hoje encerra a liminar que permitia à desenvolvedora manter a distribuição do Unreal Engine no iOS/macOS

Há algumas horas, a juíza Yvonne Gonzalez Rogers encerrou o primeiro capítulo da batalha judicial entre a Apple e a Epic Games nos Estados Unidos com uma decisão que não atendeu plenamente às exigências de nenhum dos lados.

Publicidade

A Maçã ficou obrigada a admitir links para pagamentos externos na App Store, enquanto a desenvolvedora não teve atendido seu pedido de implementar sistemas de pagamentos externos dentro dos apps — e ainda terá de pagar uma bolada à Maçã, por quebra de contrato.

Ainda que o resultado tenha ficado numa espécie de meio do caminho, já está claro que, na prática, a Apple recebeu as notícias como uma grande vitória. A empresa comemorou a decisão em nota oficial enviada à imprensa; a Epic, por outro lado, já veio a público mostrar que não ficou nada satisfeita com as determinações.

O CEO1 da desenvolvedora, Tim Sweeney, foi ao Twitter lamentar a decisão e anunciar que, por ora, Fortnite não voltará à App Store.

A decisão de hoje não é uma vitória para os desenvolvedores ou consumidores. A Epic está lutando por uma concorrência justa nos métodos de pagamento dentro de apps e nas lojas de aplicativos para um bilhão de consumidores.

Fortnite retornará à App Store quando e onde a Epic puder oferecer os pagamentos dentro de apps numa concorrência justa com o sistema da própria Apple, repassando a economia aos usuários.

Apesar da declaração de Sweeney, que dá a entender que Fortnite não retornará à App Store por decisão da Epic, a decisão da juíza Rogers em nenhum momento obriga a Apple a readmitir o jogo ou a desenvolvedora ao seu ecossistema.

A juíza concordou com a tese de quebra de contrato da Epic, afirmando que a remoção de Fortnite e o subsequente cancelamento da conta de desenvolvedor da empresa não representam qualquer irregularidade. Em outras palavras, Fortnite ainda não pode voltar à App Store, queira a Epic ou não — só a Apple poderá dizer se (ou quando) isso acontecerá.

Outras consequências

Indo mais além na análise do resultado, o desenvolvedor Steve Troughton-Smith percebeu que a decisão de hoje encerra a liminar que permitia à Epic manter sua conta de desenvolvedora usada para desenvolver e distribuir o Unreal Engine, seu motor de renderização utilizado por incontáveis jogos no iOS e em diversas outras plataformas.

Recapitulando brevemente a situação, na época em que a Apple suspendeu a conta de desenvolvedor “principal” da desenvolvedora, a Epic obteve uma liminar para impedir que a Maçã bloqueasse essas outras contas — justamente para evitar a interrupção do desenvolvimento do Unreal Engine no iOS/macOS. Com a decisão de hoje, essa liminar está efetivamente derrubada.

Isso significa que, caso a Apple queira levar a batalha às últimas consequências, poderá suspender todas as contas de desenvolvedor da Epic que ainda estão ativas e, com efeito, acabar com o desenvolvimento e a distribuição do Unreal Engine no seu ecossistema. É improvável que a empresa faça isso, entretanto — a não ser que a Maçã queira ver milhares de jogos deixarem de funcionar de uma hora para outra na sua plataforma.

Outro ponto importante foi trazido pelo jornalista Ben Thompson: a decisão de hoje não abre espaço para que desenvolvedores ofereçam itens e assinaturas somente via pagamentos externos. Pelo contrário: de acordo com a juíza, os aplicativos podem oferecer links para pagamentos externos *em adição* à compra dentro do próprio app, processada pela própria Apple.

Ou seja, os links serão apenas uma opção adicional (e opcional) a ser oferecida pelos desenvolvedores, mas as compras internas — com o meio de pagamento da Apple — ainda deverão ser obrigatoriamente disponibilizadas.

Publicidade

Tudo isso, claro, está sujeito agora às instâncias superiores da justiça dos EUA — a Apple ainda não deu nenhuma sinalização neste sentido; já a Epic recorrerá da decisão. Vamos, portanto, aos próximos capítulos.

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
"Swagger" do Apple TV+

Apple TV+: "Swagger" estreará em 29 de outubro

Próximo Artigo

Huawei lança novo carregador sem fio "inspirado" no AirPower

Posts Relacionados