O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple libera iOS 14.8, iPadOS 14.8, macOS Big Sur 11.6 e watchOS 7.6.2 com foco em segurança [atualizado 2x]

iOS 14.8

De surpresa — afinal, não tivemos nem mesmo uma versão beta deles —, a Apple liberou hoje o iOS 14.8 (compilação 18H17), o iPadOS 14.8 (idem), o macOS Big Sur 11.6 (20G165) e o watchOS 7.6.2 (18U80) para usuários de iPhones/iPads/iPods touch, Macs e Apple Watches compatíveis com os atuais sistemas operacionais.

Publicidade

De acordo com a empresa, as novas versões fornecem atualizações de segurança importantes [iOS/iPadOS 14.8, macOS Big Sur 11.6, watchOS 7.6.2], sendo recomendada a todos os usuários — os sistemas já estão disponíveis para download e atualização direta nos seus dispositivos.

macOS Big Sur 11.6

Vale lembrar, é claro, que o ciclo de testes continua a todo vapor: o iOS/iPadOS 15 e o watchOS 8 estão em suas oitavas versões beta; o tvOS 15, por sua vez, na nona; já o macOS Monterey 12, na sua sexta.

Atualização, por Yan Avelino13/09/2021 às 15:20

A Apple publicou os documentos de suporte detalhando o que há nas atualizações liberadas, linkados acima. A empresa afirma que as novas versões corrigem graves vulnerabilidades de segurança que podem ter sido ativamente exploradas.

Publicidade

Duas das principais dizem respeito a brechas no WebKit e, a mais grave, no CoreGraphics — relatada pelo Citizen Lab em agosto passado. O grupo descobriu ataques zero-clique (zero-click attacks) nos iPhones que derrotavam o sistema de segurança BlastDoor da Apple.

Além de seus principais sistemas, a Maçã também atualizou o Safari para a versão 14.1.2 e liberou a atualização de segurança 2021-005 para os usuários do macOS Catalina.

Publicidade

Como mencionamos, tudo agora está devidamente corrigido. 😉

Atualização II13/09/2021 às 22:30

Lembram daquela vulnerabilidade no iMessage que foi explorada pelo spyware Pegasus? De acordo com a declaração da Apple a Mark Gurman (da Bloomberg), a brecha foi fechada.

Ela reforçou que a exploração de tal brecha era extremamente sofisticada e cara, e que por isso “não era uma ameaça para a maioria esmagadora dos nossos usuários”. Além disso, a empresa afirmou que está trabalhando em novas proteções — e agradeceu ao Citizen Lab por obter uma amostra da vulnerabilidade e ajudar na correção do problema.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Shazam na Central de Controle

Shazam na Central de Controle já foi usado mais de 1 bilhão de vezes

Próximo Artigo
MacBook Pro

Novos iPads e Macs poderão ser lançados em um segundo evento

Posts Relacionados