O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Paddle planeja contornar sistema de pagamentos da App Store

Resta saber se a Apple permitirá…

Com base na decisão do caso Epic no mês passado, a Paddle (uma plataforma de pagamentos) anunciou hoje que já planeja lançar um sistema alternativo de pagamentos para substituir as compras internas nos aplicativos distribuídos pela App Store.

Publicidade

Em comunicado, a empresa descreveu seu sistema como um “verdadeiro substituto imediato”, que permitirá aos desenvolvedores receberem os pagamentos sem a comissão abocanhada Apple sobre as vendas feitas — que hoje varia entre 15% e 30%.

De acordo com a Paddle, o novo sistema terá uma “estrutura de taxas altamente competitiva”: a empresa cobrará 10% nas transações abaixo de US$10 e 5% (mais US$0,50) em transações acima de US$10. Se tudo ocorrer conforme o esperado, a plataforma espera lançar a novidade em 7 de dezembro de 2021.

Apresentando as novas Compras Internas da Paddle — o primeiro sistema alternativo de compra internas para iOS do mercado, com lançamento em 7 de dezembro de 2021.

Todos os mesmos benefícios da App Store, sem o preço elevado.

Além de taxas menores, a Paddle disse que os benefícios do seu sistema de pagamentos incluirão acesso a dados dos clientes (como endereços de email, para comunicar notícias e ofertas de produtos), preços flexíveis, opções de assinatura, atendimento direto ao cliente e mais.

Em seu site, a Paddle compartilhou um vídeo de demonstração de um aplicativo com um botão que levará ao pagamento na web. Nele, os usuários terão a opção de pagar via Apple Pay, PayPal ou com um cartão de crédito.

A companhia afirmou ainda que os desenvolvedores já podem se cadastrar na lista de espera para o novo sistema de pagamentos, e, como mencionamos, pretende colocá-lo no ar em 7/12 — data essa que diz estar de acordo com os termos da decisão da Epic Games vs. Apple.

Obviamente, a Paddle tem intenções bastante ousadas com base em sua própria interpretação da decisão da juíza Rogers, mas, ainda assim, parece bastante improvável que a Apple permita apps oferecendo sistemas de pagamento alternativos que contornem as compras internas.

“Não há espaço para esta abordagem”, diz desenvolvedor

Para o iMore, o desenvolvedor em direito Florian Mueller afirmou que “cada vez mais parece que a liminar entrará em vigor em dezembro, mas não há espaço para esta abordagem.” Mueller, para aqueles que não o conhecem, é especialista em litígios de patentes e antitruste. Além disso, ele acompanhou de perto o imbróglio entre a Apple e a Epic Games.

Mueller desenvolve seu próprios apps para iOS e Android e, claro, tem suas insatisfações com a Apple, mas afirma que a solução de Paddle não é a resposta. Segundo ele, “os desenvolvedores provavelmente verão seus aplicativos rejeitados quando incorporarem a API1 da Paddle, e com razão”.

Há, infelizmente, uma lenda urbana circulando sobre a liminar, mas ela ignora irresponsavelmente o julgamento detalhado, bem como o princípio legal de que um réu viola uma liminar apenas por ter uma visão excessivamente restritiva. A liminar destina-se apenas a permitir que os desenvolvedores de aplicativos digam aos clientes que, por exemplo, eles poderiam fazer a mesma compra dentro do aplicativo a um custo menor se jogassem o mesmo jogo em um telefone Samsung e baixassem o aplicativo por meio da Galaxy Store.

Em resposta, a Paddle disse:

Publicidade

Nosso entendimento, e o de nossos consultores jurídicos, é que as Compras Internas da Paddle estão dentro da decisão legal [do caso] Apple vs. Epic. Agradeceríamos se a Apple compartilhasse sua própria interpretação sobre isso para trazer mais clareza a uma questão que terá significativo impacto nos desenvolvedores iOS e no mercado mais amplo.

Embora o iMore tenha entrado em contato com a Apple para comentar a situação, a empresa ainda não se posicionou. Mesmo assim, vale lembrar que a Maçã já havia declarado anteriormente que sistemas de pagamento alternativos poderão expor os usuários a riscos de privacidade e segurança, incluindo golpes e fraudes.

Aguardemos, portanto, os próximos capítulos dessa novela…

via VentureBeat

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

DXOMARK: câmeras do iPhone 13 Pro Max são idênticas às do 13 Pro

Próximo Artigo
MacBook Air com chip M1

Oferta: MacBook Air (M1, 512GB) por R$9.499!

Posts Relacionados