O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple e energia limpa, placas solares

Apple apoiará novos projetos de energia limpa no mundo

A Apple está cada vez mais perto de alcançar a neutralidade na emissão de carbono — tanto que, hoje, a companhia anunciou que mais que dobrou o número de fornecedores comprometidos em usar apenas energia renovável.

Publicidade

No total, 175 fornecedores da Apple farão a transição para o uso de energia limpa, contribuindo para o fornecimento de mais de 9 gigawatts de energia renovável — evitando a emissão de mais de 18 milhões de toneladas métricas de CO₂ e anualmente (o equivalente a tirar mais de 4 milhões de carros das estradas a cada ano).

Não só isso: a empresa está adicionando dez novos projetos à sua iniciativa Power for Impact, que leva soluções de energia limpa a comunidades em todo o mundo. São elas:

  • Nos Estados Unidos, a Apple trabalhará com a Oceti Sakowin Power Authority (OSPA), formada por seis tribos Siú (Sioux), para gerar energia renovável por meio de financiamento, desenvolvimento, construção e operação de instalações de geração e transmissão de energia.
  • Na Nigéria (África), a empresa apoiará o desenvolvimento de um sistema de energia solar para atender um centro de saúde primário no estado de Ondo, bem como 200 residências na região.
  • Nas Filipinas, a empresa ajudará a financiar uma instituição educacional que oferece bolsas de estudo a alunos com alto desempenho e com poucos recursos, compensando as despesas com eletricidade por meio de uma nova instalação solar.
  • Na Tailândia, a Apple está participando de um esforço para aumentar a produção de energia renovável para garantir acesso confiável à eletricidade.
  • No Vietnã, ela apoiará um programa de fornecimento de eletricidade solar para 20 escolas em todo o país.
  • Na Colômbia, a Apple está ajudando a colocar online um sistema de energia solar para Hospital Santa Ana Infantil.
  • Por fim, em Israel, a Apple está apoiando o Nitzana Educational Eco-Village para jovens em vulnerabilidade social com instalações solares para ajudar a reduzir os custos de eletricidade.

O CEO1 da Maçã, Tim Cook, comentou a urgência das ações para minimizar os efeitos das mudanças climáticas.

Cada empresa deve fazer parte da luta contra as mudanças climáticas e, junto aos nossos fornecedores e às comunidades locais, estamos demonstrando todas as oportunidades e patrimônio que a inovação verde pode trazer. Estamos agindo com urgência e estamos agindo juntos. Mas o tempo não é um recurso renovável e devemos agir rapidamente para investir em um futuro mais verde e mais justo.

A vice-presidente de iniciativas ambientais, políticas e sociais da Apple, Lisa Jackson, também comentou as novas iniciativas:

Por muito tempo, as comunidades mais afetadas pela mudança climática não tiveram um assento à mesa. Isso tem que mudar e estamos comprometidos em fazer parte dessa mudança. Os novos projetos que estamos compartilhando ajudarão as comunidades a desenvolver novos projetos renováveis locais, criando um mundo mais saudável e mais justo, ao mesmo tempo em que avançamos na luta contra as mudanças climáticas.

Vale notar que a Apple já é neutra em emissão de carbono em suas operações globais — mas que, até 2030, cada dispositivo da Apple terá um “impacto climático líquido zero”.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Vídeo: teste de velocidade Pixel 6 Pro e iPhone 13 Pro Max

iPhone 13 Pro Max vence teste de velocidade contra o Pixel 6 Pro

Próximo Artigo
Notch do MacBook Pro

Apple ainda precisa se adaptar melhor ao notch dos MacBooks Pro

Posts Relacionados