O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

FaceTime no novo MacBook Pro

Por que Macs não têm touchscreen ou Face ID? Executivos respondem

John Ternus e Tom Boger, da Apple, sentaram-se com Joanna Stern para falar sobre os novos MacBooks Pro — e os assuntos foram além

Os novos MacBooks Pro já estão entre nós — o que significa, claro, que já temos entrevistas de executivos da Apple falando sobre as novas máquinas.

Publicidade

Mas Joanna Stern, do Wall Street Journal, foi além: a repórter publicou seu review completo das novas máquinas e, no mesmo artigo, trouxe uma entrevista com John Ternus, vice-presidente sênior de engenharia de hardware, e Tom Boger, vice-presidente de marketing de produto para o Mac e o iPad. E, além das discussões sobre o novo MacBook Pro em si, Stern tocou em vários assuntos pertinentes ao universo dos Macs em geral.

Um assunto logo veio à tona: de acordo com Stern, é impossível olhar para o notch dos novos portáteis da Maçã e não pensar que todo aquele espaço poderia abrigar os componentes de um eventual Face ID. Segundo Boger, entretanto, isso não está nos planos da Maçã — e a razão está simplesmente no formato do laptop:

O Touch ID é mais conveniente [no Mac] porque suas mãos já estão no teclado.

Concorde ou não, o fato é que as tecnologias de reconhecimento facial ainda são raras no mundo dos computadores portáteis. Por outro lado, um recurso que já está basicamente consolidado há muitos anos no mundo do Windows (e dos Chromebooks) é o de máquinas com telas sensíveis ao toque — algo que a Apple nunca fez e, pelo visto, continua sem quaisquer planos de fazer.

Publicidade

Segundo Ternus, a razão para isso é o iPad — e o fato de que a empresa continua preferindo manter as duas linhas (Mac e iPad) bem separadas:

Nós já fazemos o melhor computador sensível ao toque do mundo, que é o iPad. Ele é totalmente otimizado para isso. E o Mac é totalmente otimizado ao controle indireto. Nós nunca encontramos nenhuma razão para mudar isso.

Os executivos também admitiram, de certa forma, que o retorno de várias portas que tinham sumido nas versões recentes do MacBook Pro — MagSafe, HDMI, leitor de cartões SD — foi um caso de a Apple simplesmente ouvir seus consumidores e entender quais são as necessidades de cada público-alvo da empresa. Eles também reconheceram que, para devolver esses recursos às máquinas, foi preciso deixá-las “um pouco mais grossas e um pouco mais pesadas”.

Por fim, Stern perguntou a Boger e Ternus se há planos de construir, em algum momento, um MacBook resistente a água. A resposta também não foi muito animadora: “Isso não é algo que está nas listas de desejos de muitas pessoas”, disse Boger.

Publicidade

Ok, então…

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
"30" de Adele

Álbum "30", de Adele, bate recordes no Apple Music

Próximo Artigo
Capa do podcast #448

MacMagazine no Ar #448: Apple One e Fitness+ no Brasil, MacBook Air com "M2", notificação do Ministério da Justiça e mais!

Posts Relacionados