O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

iOS 15.2 terá recurso contra abuso infantil; veja mais novidades da 2ª beta!

O sistema trará ainda outras novidades, como os recursos Ocultar Meu Email e Legado Digital

Há algumas horas, a Apple liberou as segundas versões beta de todos os seus sistemas: iOS 15.2, iPadOS 15.2, macOS Monterey 12.1, watchOS 8.3 e tvOS 15.2. E, com as novas versões de testes, a empresa confirmou também a chegada de uma série de novos recursos ao seu ecossistema.

Publicidade

Vamos dar uma olhada em tudo?

Segurança na Comunicação

A primeira novidade — do iOS/iPadOS 15.2, especificamente — já tinha sido avistada pelo MacRumors há algumas semanas, e hoje foi confirmada oficialmente pela Apple. O recurso Segurança na Comunicação (Communications Safety), um dos três pilares das novas ferramentas contra abuso infantil da Maçã, já começou a funcionar na nova versão de testes do sistema e será liberado para o público geral na sua versão estável.

Para quem não acompanhou a história dos recursos da Apple contra abuso infantil, são três:

  1. Segurança na Comunicação: que é justamente o que está em vias de estrear.
  2. Mensagens de apoio e dicas no Spotlight e na Siri.
  3. Escaneamento de imagens no iCloud: esse último recurso foi o que gerou uma interminável polêmica e acabou sendo adiado indefinidamente pela Maçã.

Sobre a Segurança na Comunicação, especificamente, trata-se de um recurso focado no iMessage que funcionará com usuários menores de idade que fazem parte de uma família no Compartilhamento Familiar do iCloud. A ferramenta, que deve ser ativada pelos pais ou responsáveis (ela não virá ligada por padrão), tem como objetivo manter as crianças longe de conteúdos impróprios ou de potenciais predadores.

Novidades da Apple contra abuso infantil

Para isso, o recurso analisa (localmente, por inteligência artificial) imagens recebidas ou enviadas pelas crianças para detectar nudez e pornografia; se uma imagem cai no filtro do sistema, ela é embaçada e o iMessage faz dois alertas antes de desbloqueá-la — os avisos incluem mensagens de apoio, avisando ao jovem usuário que aquela imagem pode prejudicá-lo e que aquela situação não é de sua culpa.

Em uma versão anterior do recurso, pais/responsáveis de crianças menores de 13 anos que optassem por visualizar a imagem receberiam uma notificação avisando sobre a ocorrência. Após uma consulta com grupos especializados de combate a abuso infantil, entretanto, a Apple optou por remover essa parte do sistema porque ela representava um risco a crianças em situações de violência ou abuso parental. Agora, em vez disso, as crianças podem ter a opção de enviar uma mensagem para um adulto à sua escolha ou obter outras dicas de como lidar com a situação com maiores de idade.

Dos outros dois recursos-base das ferramentas contra abuso infantil da Apple, as melhorias na Siri e no Spotlight deverão ser introduzidas até o fim do ano. Já a análise de fotos do iCloud está suspensa até segunda ordem, então provavelmente teremos de aguardar mais até que a Apple se pronuncie sobre o tema.

Ocultar Meu Email

Enquanto isso, o recurso Ocultar Meu Email (Hide My Email), disponível para todos os usuários do iCloud+, está sendo expandido nas novas versões beta do iOS/iPadOS 15.2 e do macOS Monterey 12.1.

Usar o Ocultar meu Email no iOS 15

O recurso já estava disponível nas preferências do iCloud, mas a diferença nas novas versões beta do iOS/iPadOS/macOS é que agora, como informou o 9to5Mac, você pode utilizá-lo também diretamente no aplicativo Mail. Para isso, ao escrever uma mensagem, basta clicar no campo “De” e selecionar a opção “Ocultar Meu Email”. Bem simples, não?

Ocultar Meu Email no iOS 15.2

Já explicamos a fundo como funciona o Ocultar Meu Email, mas basicamente trata-se de um recurso de segurança no qual o iCloud gera um endereço de email aleatório para cada site ou serviço no qual você se cadastra.

Os emails enviados a esse endereço aleatório são automaticamente encaminhados para o seu email pessoal, mas a pessoa/empresa do seu lado não tem acesso ao seu endereço “real” — e, se você começar a receber spam ou mensagens indesejadas daquele remetente, é possível bloqueá-lo com um clique simplesmente apagando aquele endereço aleatório.

Legado Digital

Outro recurso anunciado entre as novidades da WWDC21 também dará as caras, enfim, no iOS/iPadOS 15.2 — refiro-me ao Legado Digital (Digital Legacy), que lhe permite designar contatos de confiança para obter acesso ao seu ID Apple e aos seus dados após a sua morte.

Legado Digital no iOS 15.2

Já presente nas segundas versões beta do iOS e iPadOS 15.2, como mostrou o MacRumors, o recurso pode ser acessado na seção “Senhas e Segurança”, disponível ao tocar no seu nome nos Ajustes do dispositivo. Após uma tela explicativa, você poderá selecionar seus contatos de confiança — eles serão avisados da seleção e, no caso do seu falecimento, poderão obter acesso à sua conta fornecendo à Apple uma chave de acesso (que estará disponível no dispositivo deles) e um atestado de óbito.

O recurso é pensado para que documentos, fotos e informações importantes sejam recuperados por seus entes queridos após a sua morte, mas vale notar que os contatos de confiança não terão acesso a tudo: suas senhas das Chaves do iCloud, por exemplo, não poderão ser acessadas, bem como quaisquer conteúdos licenciados (como mídias que você adquiriu na iTunes Store).

AirTags e Buscar

Não são só recursos anunciados previamente que chegarão com os novos sistemas. O MacRumors percebeu também uma importante adição de segurança ao aplicativo Buscar (Find My), destinada a permitir que usuários descubram caso AirTags ou outros dispositivos compatíveis com a plataforma estejam nas proximidades, podendo rastrear a pessoa.

Itens desconhecidos no Buscar

Ao abrir a aba Itens do aplicativo Buscar, você pode tocar na opção “Itens que podem me rastrear” e o sistema explicará que o recurso serve para detectar possíveis dispositivos desconhecidos (como um AirTag furtivamente depositado na sua bolsa, por exemplo) que estejam lhe seguindo.

A plataforma já era capaz, anteriormente, de avisar ao usuário caso um dispositivo do tipo estivesse acompanhando sua localização, mas agora essa detecção pode ser feita de forma manual — o que certamente trará mais paz de espírito a pessoas que têm problemas com stalkers e outros tipos de maus elementos.

Aplicativo Apple TV

Por fim, uma boa novidade para os usuários do aplicativo Apple TV, como descoberto pelo 9to5Mac: o app recebeu uma aba Loja própria, permitindo que você navegue por filmes e séries disponíveis para venda e aluguel na iTunes Store de forma separada, em vez de simplesmente juntar o conteúdo com todas as outras fontes agregadas pelo app.

Aplicativo Apple TV no iPadOS 15.2 com aba Loja e barra lateral

No caso do iPadOS 15.2, a mudança é ainda maior: além da aba Loja, os usuários terão também uma nova barra lateral com navegação facilitada. Por lá, é possível acessar também todas as abas já existentes (como a Busca, a aba Originais e a Assista Agora) e conferir a sua biblioteca própria, com as compras recentes, conteúdos disponíveis pelo Compartilhamento Familiar do iCloud e muito mais.

Boa adição, não é mesmo?


Todas as novidades acima descritas já estão disponíveis nas novas versões beta dos sistemas da Apple — e deverão chegar para todos os usuários junto com as versões finais, estáveis, dos updates, o que deverá demorar mais algumas semanas para ocorrer.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Avião sobrevoando Aeroporto Executivo de Orlando

iPhone sobrevive intacto a queda de avião nos EUA

Próximo Artigo
Smart Categories no app Scanner Pro, da Readdle

Scanner Pro agora organiza documentos automaticamente

Posts Relacionados