O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Em sigilo, Apple paga para anunciar apps de terceiros no Google [atualizado]

A empresa direcionou usuários à App Store para lucrar com a sua taxa
Gráfico subindo dentro de um iPhone
Shutterstock.com

A taxa de 15-30% que a Apple cobra dos desenvolvedores sempre que alguma compra é feita dentro de aplicativos na App Store rende muita receita, mas também muita dor de cabeça para a Maçã.

Publicidade

Pressionada a diminuir essa polêmica taxa — e até a permitir a instalação de aplicativos por fora da App Store no iOS, a empresa trabalhou secretamente para aumentar ainda mais o montante que recebe através desses apps disponíveis na sua loja.

De acordo com um artigo publicado pela Forbes, a Apple pagou para anunciar aplicativos de terceiros em resultados de busca do Google. Esses anúncios direcionam os usuários à página do respectivo aplicativo na App Store sempre que ele pesquisa uma palavra-chave relacionada.

Mas o que levaria uma empresa a fazer propaganda de um aplicativo desenvolvido por outra? Simples: a Apple quer que usuários comprem ou assinem determinado serviço justamente a partir do app para iOS/iPadOS, e não no site oficial dessas empresas — no segundo caso, claro, a Maçã não ganha nada.

Publicidade

Para você ter uma ideia, a Apple gasta algo em torno de US$5 a US$10 para fazer o anúncio de um app qualquer no Google. Por outro lado, para cada assinatura bem-sucedida feita por um usuário em aplicativo baixado pela App Store, a Maçã pode facilmente faturar US$50 (ou mais).

O mais curioso dessa história toda é que a Apple não se preocupa em informar a quem faz a pesquisa de que se trata de um anúncio seu — pelo contrário, utiliza a marca do aplicativo de terceiro em questão.

A descoberta se deu devido ao fato de que esses anúncios (os quais levam usuários à App Store) têm links de rastreamento semelhantes e com parâmetros quase idênticos, indicando que uma só agência está por trás desse trabalho.

Publicidade

Entre as empresas “privilegiadas” com essa propaganda gratuita da Maçã, estão grandes marcas que vão desde aplicativos de namoro (como Tinder) até grandes serviços de streaming (como HBO Max).

Capturas de tela mostram os anúncios pagos pela Apple no topo dos resultados de pesquisa, o que faz com que as companhias devam pagar mais caro que a própria Maçã caso queiram direcionar os usuários para seus sites oficiais.

De início, podemos até imaginar que desenvolvedores podem ter ficado satisfeitos com essa descoberta, mas não foi bem isso que aconteceu; embora ganhem mais um assinante quando uma pessoa se inscreve em seus serviços pelo aplicativo, eles também acabam perdendo uma fatia considerável de dinheiro, que vai para as mãos da própria Apple.

Publicidade

Você está construindo seu crescimento com base no que você acha que um cliente vale, e se um cliente vale 30% menos, sua margem [de lucro] se foi.

Alguns poucos, no entanto, não se importam tanto com esses anúncios patrocinados pela Maçã, alegando que as empresas que têm problemas com isso geralmente são agressivas na tentativa de burlar as regras da App Store. Porém, concordam que anunciar um app de terceiro sem deixar isso claro para o usuário é uma ação “dissimulada” da empresa.

A Apple, procurada, não se pronunciou. Quanto ao Google, os termos de serviço da gigante de busca não impedem esse tipo de “terceirização” quanto à publicação de anúncios, o que torna a ação da Maçã legal.

Vale lembrar que, recentemente, nós informamos que a Apple ficou em 12º lugar entre as empresas que mais pagaram por anúncios em resultados de busca em 2020 — foram US$64,8 milhões investidos. Esse valor, no entanto, pode ter sido bem maior caso o levantamento da Fortune não tenha levado em consideração os pagamentos “escondidos” da Maçã (o que é muito provável).

Atualização, por Rafael Fischmann15/11/2021 às 15:33

Consultada pelo MacRumors sobre as alegações da reportagem, a Apple afirmou hoje que isso tudo é uma grande “descaracterização” do caso e que desenvolvedores sabem, sim, que ela investe em anúncios para promovê-los.

A Apple afirma que já faz isso há mais de cinco anos e que todos os anúncios têm uma indicação de que são da App Store, tal como redes varejistas também investem desde sempre em anúncios para promover produtos diversos que comercializam.

Ainda de acordo com a Apple, esses anúncios estão totalmente de acordo com o contrato estabelecido por ela com desenvolvedores e que muitos deles costumam “expressar gratidão” pelos investimentos feitos por ela.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Filme - Ilhados

Filmes da semana: compre "Ilhados", de Victor Soares, além de vários outros títulos por R$9,90!

Próximo Artigo
Google Fotos

Google One no iOS ganha suporte a recursos no Fotos

Posts Relacionados