O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Chrome 96 chega com novo sistema de cache e outras melhorias

Chrome 96

O Google liberou ontem, para todos os usuários, a versão 96 (estável) de seu navegador, o Chrome.

Publicidade

Com melhorias que prometem uma maior velocidade de navegação, a nova atualização chega menos de um mês após o Chrome 95, sendo o último grande update do ano.

Novo sistema de cache

A partir de agora, o Chrome conta um novo sistema de armazenamento de cache que salva sites visitados anteriormente para uma navegação mais fluída. Segundo o Google, essa mudança torna os botões voltar e avançar, presentes no canto superior esquerdo do navegador, mais rápidos e responsivos. Essa novidade, contudo, consumirá ainda mais RAM1 da máquina, algo que o Chrome já é conhecido por não ser exatamente eficiente.

Metadados de arquivos PNG

A nova versão do Chrome chega, também, com uma nova API2 para a área de transferência que mantém os metadados de imagens PNG copiadas pelo navegador. Até então, o Chrome era curiosamente o único navegador do mercado que excluía as informações de arquivos desse formato salvos em seu clipboard. Segundo a empresa, essa mudança permitirá um copiar/colar até 14x mais rápido, o que inclui manipulação de arquivos PNG grandes.

Modo escuro para sites específicos

A partir de agora, usuários da versão mobile do app do navegador poderão fazer um ajuste mais personalizado do modo escuro, o que inclui desativar ou ativar o recurso em sites específicos, adicionando exceções. Esse recurso, no entanto, ainda está em fases de testes e, para experimentá-lo, é necessário acessar o endereço chrome://flags/#darken-websites-checkbox-in-themes-setting e reiniciar o navegador. Feito isso, uma checkbox aparecerá nas aba de configurações, que é por onde o usuário poderá realizar os ajustes.

Progressive Web Apps (PWAs)

O Chrome 96 também possui novidades que buscam dar mais suporte a aplicações web, cada vez mais comuns hoje em dia. Agora, os web apps poderão se registrar como manipuladores de URLs personalizadas, o que os tornará mais estáveis e fará com que usuários os encontrem mais facilmente durante suas buscas.

Outras novidades

Além dessas acima, o Chrome prioriza, agora, a conexão em sites utilizando o protocolo HTTPS em detrimento do HTTP (menos seguro e que está cada vez mais perto de seu fim).

Já a versão para Android do navegador conta com uma nova ferramenta de acessibilidade (o Accessibility Site Zoom), a qual permite estabelecer níveis de zoom específicos para cada site.

via How-To Geek

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Firefox Relay Premium

Firefox lança Relay Premium, recurso similar ao Ocultar Meu Email da Apple

Próximo Artigo
Apagar foto do carrousel do Instagram

Instagram agora permite apagar fotos de carrosséis já publicados

Posts Relacionados