O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

TIDAL

TIDAL anuncia novos planos de streaming, incluindo um gratuito

A versão grátis, entretanto, será restrita aos EUA

O TIDAL pode ter ficado para trás na guerra dos serviços de streaming, mas isso não significa que a empresa deixou de apresentar cartas na manga para apelar ao coração de potenciais usuários — e, tão importante quanto, de artistas também. Hoje, a plataforma anunciou algumas novidades justamente nesse sentido.

Publicidade

A primeira mudança é uma reforma nos planos da empresa. Agora, o plano mais barato se chama HiFi e entrega músicas com alta qualidade sonora, de até 1.411kbps, algo que anteriormente só estava disponível no plano mais caro do serviço. Ele inclui ainda mais de 350 mil vídeos, não tem anúncios e oferece reprodução offline sem limite de pulos — tudo por R$17 (ou US$10) mensais.

Já o plano mais caro do serviço chama-se agora HiFi Plus e é direcionado a usuários que buscam a última palavra em formatos de áudio e alta fidelidade. O plano oferecerá, além dos benefícios do HiFi “comum”, streaming de determinadas faixas em até 9.216kbps (que o TIDAL chama de “áudio em qualidade de masterização”) e uma série de tecnologias adicionais, como Dolby Atmos e Sony 360 Reality Audio. Ele sai por R$34 (ou US$20) mensais.

Outro apelo importante do HiFi Plus é o apoio que o usuário dará aos seus artistas favoritos por meio do chamado repasse direto. Com ele, uma parte da mensalidade que você paga vai direto ao seu artista mais ouvido naquele mês (você pode conferir qual artista está apoiando na sua página inicial).

Publicidade

Esse valor soma-se às taxas tradicionais de repasse por streaming de faixa, que também serão calculadas de forma diferente no HiFi Plus: em vez de um cálculo agregado de reproduções, o pagamento será realizado de acordo com a atividade real, individual, de cada usuário. Com isso, segundo o serviço, usuários podem ter um papel ainda maior no sucesso dos artistas que admiram — e os artistas, por sua vez, têm uma razão maior para priorizar o TIDAL nas suas produções.

Plano gratuito

Por fim, o TIDAL anunciou ainda um terceiro plano, gratuito, para o seu catálogo. Ele estará disponível, entretanto, apenas nos Estados Unidos — ao menos inicialmente.

O plano gratuito funciona mais ou menos da mesma forma que no Spotify, com reprodução de todo o catálogo do TIDAL com anúncios e “interrupções pontuais”. Também não haverá acesso à reprodução de alta fidelidade (o streaming ficará limitado a 160kbps) ou recursos como reprodução offline e TIDAL Connect.

Publicidade

O TIDAL pode ser assinado no seu site oficial — e, como de costume, oferece 30 dias grátis em qualquer um dos seus planos, para que você tenha um gostinho do que a plataforma oferece antes de bater o martelo.

E aí, será que as novidades são suficientes para considerar um abandono do Apple Music ou do Spotify?


Ícone do app TIDAL Music
TIDAL Music de TIDAL Music AS
Compatível com iPadsCompatível com iPhonesCompatível com Apple WatchesCompatível com Apple TV
Versão 2.35.2 (119.4 MB)
Requer o iOS 13.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

via The Verge

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Beats Flex x fragment design

Fones Beats Flex ganham edição limitada da fragment design

Próximo Artigo
Powerbeats Pro sendo usados numa academia

Oferta: Powerbeats Pro com 35% de desconto!

Posts Relacionados