O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

iPhone 13 Pro Max
Thanes.Op / Shutterstock.com

Desvalorização do iPhone 13 é menor que a de antecessores, aponta pesquisa

E a razão, pelo visto, está nos estoques dos aparelhos novos

A família do iPhone 13 caminha pela terra apenas há pouco mais de dois meses — período em que a grande maioria dos seus compradores, claro, ainda não tem qualquer interesse em revender seus aparelhos. Ainda assim, como acontece com qualquer aparelho eletrônico, os dispositivos começam a se desvalorizar no exato momento em que saem da caixa pela primeira vez.

Publicidade

Se você comprou um iPhone 13 e pretende vendê-lo em algum momento do futuro próximo, entretanto, as notícias da SellCell podem ser deveras positivas: de acordo com o site, especializado na venda de smartphones usados, os novos aparelhos da Maçã estão desvalorizando muito menos do que seus antecessores.

De acordo com estatísticas do próprio site, os iPhones 13 mini, 13, 13 Pro e 13 Pro Max perderam, em média, cerca de 25,5% do valor de venda inicial após dois meses de uso. O número é o menor já registrado entre todos os iPhones lançados até hoje — e, considerando que os smartphones da Apple já têm naturalmente uma desvalorização menor, estamos falando de uma taxa quase inédita no universo dos dispositivos móveis.

Desvalorização média dos iPhones 13 após dois meses de uso

Em comparação à família do iPhone 12, a desvalorização média dos iPhones 13 é 15,5% menor no mesmo período. Se a linha de comparação for a dos iPhones 11, a nova família se desvalorizou 19,1% a menos nesses dois meses de lançamento.

Além disso, alguns dos aparelhos da nova linha têm segurado bem o seu valor médio de revenda entre o primeiro e o segundo mês de uso. De fato, alguns modelos se valorizaram no segundo mês após a queda dos 30 dias iniciais: é o caso do iPhone 13 Pro Max de 1TB, que perdeu cerca de 27,5% do seu valor inicial de compra após um mês e, no mês seguinte, viu essa taxa cair para 26,1%, em média.

Publicidade

Mas qual a razão desse fenômeno? Segundo a SellCell, a chave da questão é a crise no fornecimento de chips e a escassez de estoques dos novos aparelhos: de acordo com os analistas, a relativa dificuldade para se achar um iPhone 13 disponível para envio imediato nas lojas (físicas e online) causou um aquecimento do mercado de usados. Quando a situação dos estoques se normalizar, entretanto, é possível que a taxa de desvalorização dos smartphones retorne ao ritmo de anos anteriores.

De qualquer forma, como nota a SellCell, iPhones em geral são o investimento mais sólido que você pode fazer caso sua intenção seja vender seu aparelho após alguns anos — em qualquer geração, os aparelhos da Maçã têm uma taxa de desvalorização média muito abaixo do universo do Android; portanto, cuidando bem do seu dispositivo, é provável que você consiga vendê-lo por um preço razoável mesmo com um bom tempo de uso.


Miniatura dos iPhones 13 Pro e 13 Pro Max
iPhones 13 Pro e 13 Pro Max de Apple Preço à vista: a partir de R$8.549,10
Preço parcelado: em até 12x de R$791,58
Cores: azul-sierra, prateada, dourada ou grafite
Capacidades: 128GB, 256GB, 512GB ou 1TB
Lançamento: setembro de 2021

Miniatura dos iPhones 13 e 13 mini
iPhones 13 e 13 mini de Apple Preço à vista: a partir de R$5.939,10
Preço parcelado: em até 12x de R$549,92
Cores: rosa, azul, meia-noite, estelar ou (PRODUCT)RED
Capacidades: 128GB, 256GB ou 512GB
Lançamento: setembro de 2021

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão de vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Temperatura de MacBooks Pro com Intel e M1 Max

MacBook Pro com Intel atinge 49ºC ao exportar vídeo; já o M1… [atualizado]

Próximo Artigo
Bundle de aplicativos The Applaudables

Bundle traz 12 apps para seu Mac com economia de US$275!

Posts Relacionados