O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Conceito de smartphone com malware/spyware
Shutterstock.com

Apple alerta vítimas de spyware na Tailândia e em mais países

Um dia após anunciar a iniciativa, os primeiros alertas já estão sendo disparados

Ontem, falamos aqui sobre a ação judicial movida pela Apple contra o NSO Group, empresa israelense que produz o spyware Pegasus e outras ferramentas de invasão e espionagem de iPhones. Noticiamos, também, que a Maçã passaria a alertar um “pequeno número de usuários” afetados pelo ataque FORCEDENTRY, um dos mais recentes utilizados pelo Pegasus para se instalar em iPhones (e cuja vulnerabilidade já foi corrigida).

Publicidade

Pois hoje, a Maçã já começou a colocar seu plano em prática: usuários que tiveram seus smartphones possivelmente afetados pelo Pegasus na Tailândia, em El Salvador e em Uganda já passaram a receber notificações avisando sobre o possível ataque.

Embora uma lista completa de usuários afetados não esteja disponível, sabe-se que a Apple enviou notificações para ao menos seis ativistas e pesquisadores tailandeses que se opõem ao governo local; entre eles, o cientista político Prajak Kongkirati, o pesquisador Sarinee Achananuntakul e o ativista Yingcheep Atchanont.

Em El Salvador, foram notificados 12 jornalistas do jornal salvadorenho El Faro, crítico do governo, além de alguns líderes de organizações e opositores políticos. Já em Uganda, o presidente do Partido Democrata local, Norbert Mao, também afirmou ter recebido o alerta da Maçã.

Quando você acorda com a notificação da @Apple sobre a ameaça de que seu iPhone está sendo alvo de invasões, você percebe que o ciberterrorismo de agentes patrocinados pelo Estado é real.

Os ataques do Pegasus, como se sabe, são normalmente direcionados a pessoas públicas e têm financiamento estatal — geralmente em países com histórico de desrespeito aos direitos humanos e perseguição a dissidentes.

As notificações, como já vimos, dão aos usuários potencialmente afetados opções para proteger seus dispositivos e mais informações sobre o ataque que eles podem ter sofrido. O alerta também será exibido pelo ID Apple na web, para que você possa verificar a sua procedência.

via Reuters

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
iPhone SE

Oferta: iPhone SE por R$2.379 em 10x!

Próximo Artigo
Medindo velocidade da internet no macOS Monterey

macOS Monterey: veja como checar a velocidade da sua internet

Posts Relacionados