O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Caixa de iPhones 12
s_kaisu / Shutterstock.com

Apple deixa Top 5 em vendas de smartphones na América Latina

Por outro lado, a Maçã retomou a vice-liderança no ranking global

Como faz todos os trimestres, a Counterpoint Research divulgou recentemente o Mobile Market Monitor (sua reunião de dados do mercado global de smartphones) referente ao terceiro trimestre de 2021. E a Apple tem, num geral, boas notícias para comemorar… e outras nem tanto.

Publicidade

Globalmente, a Maçã reconquistou o segundo lugar geral do segmento, com uma fatia de mercado de 14% — apenas a Samsung, líder já há muitos anos, superou a empresa de Cupertino, com 20%. No trimestre anterior, a Apple tinha sido superada pela Xiaomi, e no terceiro trimestre do ano passado, a Maçã tinha conquistado um amargo quarto lugar, ultrapassada também pela Huawei.

Counterpoint Research sobre smartphones, terceiro trimestre de 2021

Falando sobre números específicos, o mercado global de smartphones viu o despacho de cerca de 342 milhões de unidades, uma queda de 6% em relação aos 366 milhões do terceiro trimestre de 2020. A Apple por sua vez, cresceu cerca de 15%, com 48 milhões de iPhones vendidos no período mais recente — fruto, segundo os analistas da Counterpoint, da “demanda persistente” pelos iPhones 12 e do lançamento bem-sucedido dos iPhones 13.

Analisando os mercados por região, a Apple pode respirar aliviada no seu principal território, a América do Norte: por lá, a Maçã segue como líder incontestável, com quase metade do market share capturado para si. Na nossa querida América Latina, por outro lado, a empresa deixou o Top 5: o mercado, como de costume, é dominado pela Samsung (36%); Motorola (23%), Xiaomi (10%), ZTE (5%) e OPPO (4%) puxam o pelotão de frente.

Publicidade

Vejamos, agora, como o cenário há de se desenhar nos próximos trimestres.

via Patently Apple

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Livro de Tony Fadell

Tony Fadell, o "pai do iPod", lançará livro sobre sua carreira em 2022

Próximo Artigo
Documento do FBI sobre mensageiros

WhatsApp e iMessage são os que mais liberam dados ao FBI

Posts Relacionados