O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Elton John no Apple Music: confira o documentário “Inside the Lockdown Sessions”

A pandemia pegou a todos de surpresa quando foi oficialmente decretada em março de 2020; uma situação histórica que as gerações atuais do planeta ainda não tinham vivido e, por isso, mal faziam ideia de como enfrentariam o grande efeito do tédio durante o período de quarentena. Mal saber como trabalhar ou se divertir dentro de casa por 24h era uma incógnita não apenas para você e para mim, mas também, é claro, outras 7 bilhões de pessoas incluindo… Elton John.

Publicidade

Então, o que mais faríamos da vida em meio ao tédio além daquilo o que fazemos de melhor? No caso do Elton, música boa, logicamente. Assim, nasceu seu álbum colaborativo recém-lançado, “The Lockdown Sessions”, um compilado de músicas gravadas entre estúdios caseiros e videochamadas no FaceTime e no Zoom com diferentes artistas, em sua maioria muito conhecidos e não necessariamente tão óbvios. Apesar do resultado, nem tudo foi tão fácil como costumava ser para o cantor, e todo o processo de produção do álbum está sendo agora contado em uma playlist documental no Apple Music:

Não me perguntem o porquê de a Apple não estar exibindo o documentário no Apple TV+ em vez do Apple Music, onde se encontram os três capítulos que contam brevemente a história da criação do álbum com materiais inéditos de bastidores mostrando gravações das músicas, videochamadas e depoimentos de Elton, seus produtores e dos convidados que colaboraram com cada canção do álbum.

A lista de convidados do álbum é bastante diversa e conta com grandes nomes como Stevie Wonder, Damon Albarn (Gorillaz), Stevie Nicks, Eddie Vedder e outros gigantes nada óbvios para a carreira de parcerias do Elton como Dua Lipa, Young Thug, Nicki Minaj, Miley Cyrus, Glen Campbell, Charlie Puth e muito mais! 

Publicidade

Apesar de não contar com depoimentos de uma minoria dos artistas que participaram do álbum, o documentário traz relatos de Andrew Watt, produtor de “The Lockdown Sessions” que já havia trabalhado com Elton para o álbum “Ordinary Man” de Ozzy Osbourne, lançado no início de 2020, e David Furnish, marido e produtor do Elton. 

O documentário mostra, entre os depoimentos e gravações exclusivas, como Elton aproveitou o ócio criativo dos lockdowns americano e europeu para encarar a tecnologia – de seu iPad Pro 2020 😎 – e se conectar com os artistas que sempre admirou e aqueles que vinha conhecendo graças ao seu trabalho para a Rocket Hour, programa exclusivo da Apple Music Radio que Elton apresenta desde o lançamento do Apple Music, lá em 2015, comentando semanalmente por uma hora suas músicas e artistas favoritos, entre preferências mais antigas e até mesmo produções bem atuais. 

Confira, a seguir, as trilhas comentadas em cada episódio:

Capítulo 1: Lockdown

  • After All (Charlie Puth)
  • Learn to Fly (Surfaces)
  • Pink Phantom (Gorillaz) 
  • Nothing Else Matters (Miley Cyrus, Chad Smith, WATT, Yo-Yo Ma e Robert Trujillo)

Capítulo 2: Quarentena

  • Cold Heart (Dua Lipa)
  • Chosen Family (Rina Sawayama)
  • It’s a Sin (Years and Years)
  • Beauty in the Bones (Jimmie Allen) 
  • Orbit (SG Lewis) 
  • I’m Not Gonna Miss You (Glen Campbell) 
  • One of Me (Lil Nas X) 

Capítulo 3: Abertura

  • Always Love You (Young Thug, Nick Minaj) 
  • Simple Things (Brandi Carlile)
  • Stolen Car (Stevie Nicks) 
  • E-Ticket (Eddie Vedder)
  • Finish Line (Stevie Wonder) 

O documentário soma 34 minutos de duração entre os três capítulos da playlist, que por sua vez passam voando quando assistimos ao gênio de Elton criando/compondo músicas completas em 20 minutos com alguns de nossos ídolos favoritos, se frustrando com alguns resultados, se emocionando com outros e se divertindo com todos eles. 

Publicidade

Tanto o álbum quanto o documentário podem não agradar alguns poucos fãs mais saudosistas do músico por causa da participação de artistas com estilos de música modernos e diferentes de tudo o que Elton já fez antes, o que é ótimo, porque estamos de… Elton John, um artista que não apenas se diverte com o novo, como advoga pelo protagonismo de novos artistas que merecem ter a visibilidade que ele e outros Rock Gods sempre tiveram em seu tempo. 

Quando o assunto é Elton John sou suspeito para qualquer indicação, mas fica aqui a recomendação de um fã da boa música para outro. 😉

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Rollit

Promoções na App Store: Rollit, Rush Rally Origins, Zee Temporizador e mais!

Próximo Artigo
AirPods 3 e Estojo fundo madeira

Review dos AirPods de 3ª geração: algo não tão "espacial"?

Posts Relacionados