O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Instâncias do EC2 da Amazon agora têm Macs com M1

Logo da AWS em um iPhone
Shutterstock.com

No ano passado, nós informamos que a Amazon havia, pela primeira vez, disponibilizado instâncias de computação virtual (EC2) para desenvolvedores de macOS — até então, só era possível usar o serviço com sistemas baseados em Linux e Windows.

Publicidade

Para oferecer esse suporte, a empresa passou a utilizar Macs mini, o que possibilitou que usuários do Amazon Web Services (AWS) tivessem acesso a instâncias virtuais desenvolvidas a partir do computador da Maçã ao pagarem determinado valor por quantidade de tempo de serviço utilizado.

Até agora, no entanto, a Amazon só utilizava máquinas com chips Intel, tendo prometido disponibilizar suporte a instâncias baseadas em chips M1 para este ano.

A novidade demorou, mas finalmente chegou. A empresa anunciou ontem uma nova instância para desenvolvedores de aplicativos que precisam programar utilizando um sistema baseado em Apple Silicon.

Publicidade

Se você é um desenvolvedor de Mac e está rearquitetando seus aplicativos para que eles suportem nativamente Macs com Apple Silicon, agora pode desenvolver, testar seus aplicativos e aproveitar todos os benefícios da AWS. Desenvolvedores [de apps] para iPhone, iPad, Apple Watch e Apple TV também se beneficiarão de compilações mais rápidas.

De acordo com a Amazon, as instâncias do EC2 para Macs com M1 podem oferecer um desempenho até 60% superior em comparação às baseadas em chips Intel no que diz respeito a desenvolvimento de apps para iOS e macOS.

A Amazon ainda deixa claro que as instâncias EC2 não são máquinas virtuais, sendo executadas em servidores bare metal (servidores físicos dedicados), cada um deles hospedando um Mac mini.

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
AirPods 3 e Estojo fundo madeira

Review dos AirPods de 3ª geração: algo não tão "espacial"?

Próximo Artigo
Vivaldi 5.0

Vivaldi 5.0 ganha temas personalizados e tradutor automático

Posts Relacionados