O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Daily Sabah
Banner do iPhone 13 Pro na China

Produção de iPhones têm problemas generalizados e atrasos

Se, no ano passado, a pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) foi a responsável por atrasar o cronograma de lançamentos da Apple, este ano, embora ela tenha lançado seus dispositivos “dentro do prazo”, a produção da companhia foi definitivamente abalada pela escassez de chips.

Publicidade

Nesse sentido, uma nova reportagem do Nikkei descreve que a Maçã está passando pelo “pesadelo antes do Natal” — um trocadilho com o filme “O Estranho Mundo de Jack” (“The Nightmare Before Christmas”). Mais precisamente, a companhia estaria aumentando a pressão sobre suas fornecedoras em meio à redução da produção de iPhones e iPads, o que estaria afetando os prazos de entrega.

Pela primeira vez em mais de uma década, a produção do iPhone e do iPad foi interrompida por vários dias devido a restrições da cadeia de suprimentos e restrições relacionadas ao racionamento do uso de energia na China. Devido à escassez de componentes e chips, não fazia sentido trabalhar horas extras nos feriados e dar um pagamento extra para os trabalhadores da linha de frente. Isso nunca aconteceu antes.

Segundo as informações, a Apple ficou 20% abaixo da meta de produção em setembro e outubro. Além disso, a empresa foi forçada a reduzir sua previsão de fabricação de 95 para 83-85 milhões de unidades neste trimestre.

As circunstâncias, porém, não estariam afetando “só” a produção dos novos iPhones. Segundo o Nikkei, a previsão de produção para outros modelos também caiu cerca de 25% nos últimos meses. Como tal, a Apple também está cerca de 15 milhões de unidades aquém de sua meta de fabricar 230 milhões de iPhones ao todo este ano.

Publicidade

Apesar do cenário menos acelerado e atrasos neste fim de ano, os prospectos para o ano que vem são bastante positivos: como informamos, a companhia pretende dar um gás na produção durante o primeiro semestre do ano que vem, podendo fabricar um total de 300 milhões de iPhones em 2022.


Miniatura dos iPhones 13 Pro e 13 Pro Max
iPhones 13 Pro e 13 Pro Max de Apple Preço à vista: a partir de R$8.549,10
Preço parcelado: em até 12x de R$791,58
Cores: azul-sierra, prateada, dourada ou grafite
Capacidades: 128GB, 256GB, 512GB ou 1TB
Lançamento: setembro de 2021

Miniatura dos iPhones 13 e 13 mini
iPhones 13 e 13 mini de Apple Preço à vista: a partir de R$5.939,10
Preço parcelado: em até 12x de R$549,92
Cores: rosa, azul, meia-noite, estelar ou (PRODUCT)RED
Capacidades: 128GB, 256GB ou 512GB
Lançamento: setembro de 2021

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão de vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Seção sobre peças genuínas do iOS 15.2

iOS 15.2 mostrará quais peças de iPhones são originais ou não

Próximo Artigo

Vídeo: personalize as telas bloqueada e de Início do seu iPhone!

Posts Relacionados