O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

AirTag
Foto de Onur Binay no Unsplash

Stalking: mulher encontra AirTag escondido no seu carro

Felizmente, os recursos do rastreador serviram para alertá-la do perigo antes de algo pior acontecer

Por mais úteis que sejam os AirTags, muito se fala sobre a questão da segurança relacionada a eles — ou, mais precisamente, sobre o fato de que temos um artefato minúsculo, pronto para ser colocado em qualquer bolsa ou objeto alheio para rastrear um usuário.

Publicidade

Tanto é verdade que a Apple divulgou diversos recursos para evitar esse tipo de prática, como um sistema (agora disponível no Android, também) que alerta caso um AirTag desconhecido seja detectado “seguindo” um usuário.

Nem toda a proteção do mundo, entretanto, evitará que casos desconfortáveis — e potencialmente perigosos — aconteçam. Foi exatamente o que relatou recentemente uma usuária do Twitter: após alguns alertas no seu iPhone, ela descobriu um AirTag escondido em um dos para-lamas dianteiros do seu carro.

Possivelmente por conta da repercussão do caso, a relatora do caso fechou sua conta durante a redação deste texto. De qualquer forma, o caso aconteceu da seguinte forma: no último fim de semana, ela estava dirigindo por volta das 14h quando recebeu vários alertas no seu iPhone de que um AirTag desconhecido estaria acompanhando sua localização.

Publicidade

Inicialmente ela desconsiderou o aviso, uma vez que é comum o iPhone exibir esse tipo de notificação no trânsito (já que pode haver outros rastreadores em carros próximos). Entretanto, após várias curvas e um grande trajeto sem nenhum carro à sua volta, o alerta persistiu — foi aí que a mulher percebeu que algo estava errado.

Ela checou sua bolsa, os bolsos do seu casaco e carteira, mas não encontrou nada. Temerosa, ela decidiu não ir para casa e dormiu na casa de uma pessoa conhecida. Na manhã seguinte, seu carro foi vasculhado e… surpresa: lá estava o AirTag, preso na parte de baixo de um dos para-lamas dianteiros.

No fim das contas, ela alertou sobre os riscos associados aos AirTags e recomenda que todos os usuários utilizem os recursos necessários para se proteger. No caso relatado, o rastreador acabou sendo jogado fora antes de qualquer investigação mais profunda, mas fica o lembrete de que o AirTag, uma vez ativado, tem seu número de série associado ao ID Apple do usuário que o ativou — ou seja, numa eventual investigação policial, é possível solicitar à Maçã a identidade do criminoso.

Publicidade

De qualquer forma, esse é um caso em que, por sorte, as funcionalidades de segurança do rastreador (e do iPhone) serviram para alertar uma possível vítima de perseguição (stalking) e de violências ainda piores a tempo. Num mundo onde tudo está conectado o tempo inteiro, é bom sempre manter a guarda alta.


AirTag (miniatura)
AirTag de Apple Preço à vista: a partir de R$332,10
Preço parcelado: em até 12x de R$30,75
Característica: rastreador (Bluetooth e UWB)
Pacotes: uma ou quatro unidades
Lançamento: abril de 2021

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão de vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Ícone do WhatsApp Business

WhatsApp Business terá atalho para respostas rápidas

Próximo Artigo
Linha de HomePods mini coloridos

Vendas de HomePods mini dobraram no 3º trimestre

Posts Relacionados