O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Luxshare
Michael Vi / Shutterstock.com

Luxshare terá fábrica gigante para produzir iPhones na China

A fábrica terá 285.000m² — uma área equivalente a 40 campos de futebol

A Apple possui várias fornecedoras e, certamente, elas disputam entre si cada vez mais os pedidos da empresa. Nesse sentido, uma dessas parceiras da Maçã, a Luxshare Precision, está construindo uma fábrica gigantesca na China para aumentar a sua produção de iPhones e, de quebra, desafiar rivais taiwanesas como Foxconn e Pegatron. As informações são do Nikkei.

Publicidade

Localizada na cidade de Kunshan, a fabrica terá 285.000m² — uma área equivalente a 40 campos de futebol! Para tamanha metragem, a Luxshare teria investido US$1,73 bilhão no projeto.

Com a nova fábrica, a companhia espera aumentar seu volume de produção atual de 6,5 milhões de iPhones para algo entre 12-15 milhões de unidades já em 2022. Para se ter ideia, a Apple vende cerca de 200 milhões de smartphones por ano, com a Foxconn montando quase 60% deles e, a Pegatron, em torno de 30% — então, a Luxshare com certeza teria espaço para crescer nessa cadeia de fornecimento.

De acordo com as plantas baixas da construção e documentos governamentais obtidos pelo Nikkei, a Luxshare deverá concluir a primeira fase do seu novo complexo em meados de 2022. Além da nova fábrica, a empresa também alugou e reformou um prédio adjacente que pertencia à Compal Electronics, uma das parceria da Apple na montagem de iPads.

O tamanho do projeto sinaliza não só o comprometimento da Luxshare na produção de iPhones como a dependência cada vez maior da Apple em fabricantes chinesas. Recentemente, a Maçã precisou recorrer à Luxshare para a produção do iPhones 13 Pro e, há cerca de um mês, informações do The Elec indicaram que a BOE (outra fabricante chinesa) poderá ultrapassar a LG Display na produção de telas OLED1 para iPhones já em 2023. Vale notar, ainda, que a Luxshare também é parceira da Apple na produção de AirPods.

Jeff Pu, analista de cadeia de fornecimento, disse ao Nikkei que fabricantes chineses como a Luxshare já atendem bem fabricantes de smartphones domésticos como Xiaomi, Oppo e Vivo, mas que agora é a hora de buscar novas oportunidades — e adentrar ainda mais a cadeia de fornecimento da Maçã seria uma delas.

Publicidade

Apesar de a Foxconn ainda ser, de longe, a maior fabricante de iPhones, pode ser essa liderança fique cada vez mais curta. É esperar para ver…

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Facebook Messenger anuncia novidades para Natal e Réveillon

Próximo Artigo
iPod shuffle

TikToker viraliza ao usar iPod shuffle como presilha de cabelo

Posts Relacionados