O melhor pedaço da Maçã.
Farknot Architect / Shutterstock.com
Mulher segurando um iPad Pro

Apple teria desistido de iPad Pro com traseira de vidro

Em junho do ano passado, o conhecido jornalista Mark Gurman, da Bloomberg, indicou que, de acordo com suas fontes, a Maçã estaria trabalhando um novo iPad Pro com uma traseira feita de vidro, o que permitiria a implantação do carregamento sem fio via MagSafe.

Publicidade

No entanto, segundo o 9to5Mac, a Apple parece ter desistido desse novo design devido à sua maior fragilidade em comparação com o tradicional alumínio. Mesmo assim, a Apple parece ainda não ter deixado para trás os planos de levar o MagSafe para o seu tablet topo-de-linha.

Ainda de acordo com o 9to5Mac, a gigante de Cupertino teria desenvolvido protótipos de iPads Pro com a marca registrada da Maçã maior na parte de trás do aparelho. Em vez do típico material nas versões atuais, a maçãzinha (ou “maçãzona”) seria de vidro, permitindo que a energia passasse por ela.

Esse protótipo contaria, também, com ímãs mais fortes do que os vistos atualmente nos iPhones para uma maior segurança durante o recarregamento. Além disso, o MagSafe dos iPads Pro seria ainda mais rápido que o dos smartphones da Maçã, embora ainda não se saiba a potência exata.

Publicidade

Além do carregamento sem fio, é esperado que os iPads Pro de 2022 contem, também, com uma bateria ainda maior, além do possível novo chip “M2”, o qual deverá ser lançado com a próxima geração do MacBook Air.

Outros rumores corroboram também a possibilidade de os novos modelos ganharem o famigerado entalhe (notch) como uma forma de aumentar a área útil dos displays.


Ver preços iPads Pro de Apple Preço à vista: a partir de R$11.069,10
Preço parcelado: a partir de R$12.299,00 em até 12x
Telas: 11 ou 13 polegadas
Cores: prateado ou cinza-espacial
Capacidades: 256GB, 512GB, 1TB ou 2TB
Conectividade: Wi-Fi ou Wi-Fi + Cellular

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão sobre vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

REvil: grupo que tentou extorquir a Apple é preso na Rússia

Próx. Post

Pesquisa mostra o que motiva usuários a adiar updates do iOS

Posts Relacionados