O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Grupo usando smartphones
Shutterstock.com

Apple vendeu mais de 230 milhões de iPhones em 2021

Após muitas especulações e projeções, as empresas de pesquisa de mercado Counterpoint Research e IDC divulgaram hoje dados referentes às remessas de smartphones ao longo de todo o ano de 2021.

Publicidade

De acordo com as duas pesquisas, temos boas notícias (ao menos para as fabricantes e sua cadeia) quanto a vendas de smartphones como um todo: 2021 registrou um crescimento em relação ao ano anterior.

Enquanto a Counterpoint apontou uma subida de 4% (1,39 bilhão de unidades), a IDC fala em um aumento de 5,7% (1,35 bilhão) em relação a 2020.

Falando especificamente das marcas, a Apple teve um crescimento expressivo em relação ao ano anterior. Segundo a Counterpoint, a Maçã vendeu 237,9 milhões de iPhones, tendo crescido 18% em relação a 2020. A IDC, por sua vez, apontou um crescimento de 15,9%, com 235,7 milhões de unidades vendidas.

Remessas segundo a Counterpoint Research

Em segundo lugar no ranking de empresas que mais vendem smartphones, a Maçã se beneficiou da alta demanda pelos iPhones 12 (os primeiros com 5G), de um ótimo quarto trimestre (que a levou para o primeiro lugar) e de crescimento expressivo na China.

Publicidade

Entre as empresas do Top 5, a que menos aumentou seu market share foi a Samsung, que teve uma subida de apenas 6% nos dois levantamentos, mas o suficiente para a manter firme na liderança. Outra marca popular por aqui, a Xiaomi fechou em terceiro lugar e teve uma subida mais expressiva: 29,3% na IDC e 31% na Counterpoint.

Remessas segundo a IDC

Segundo Harmeet Singh Walia, analista sênior da Counterpoint, “a recuperação do mercado poderia ter sido ainda melhor se não fosse pela escassez de componentes que impactou grande parte do segundo semestre de 2021”.

Publicidade

Nabila Popal, diretora de pesquisa da IDC, se mostra mais otimista. Ela avalia que “à medida que as restrições de oferta diminuem em meados do ano, a IDC espera que essa demanda reprimida impulsione o mercado em direção a um crescimento saudável em 2022”.

iPhones 13 Pro e 13 Pro Max iPhones 13 e 13 mini iPhone 12

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão de vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
WhatsApp no iPad

"Adoraríamos fazer um app para iPad", diz chefão do WhatsApp

Próximo Artigo
The Escapists

Promoções na App Store: The Escapists, Flipkiss, Worms e mais!

Posts Relacionados