O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

oasisamuel / Shutterstock.com
iPhone em cima da bandeira da Índia

Vendas de iPhones bateram recorde na Índia

Parece que os esforços da Apple em expandir suas operações na Índia estão finalmente sendo recompensados. De acordo com uma pesquisa da Counterpoint, a empresa teve recentemente o seu trimestre mais forte no país.

Publicidade

De acordo com os dados da pesquisa, as vendas de iPhones cresceram para 2,3 milhões no último trimestre — um aumento de 34% em relação ao mesmo período no ano anterior. Para pormos esses números em perspectiva, Xiaomi e Samsung venderam respectivamente 9,3 e 7,2 milhões de smartphones no país no último trimestre.

Apesar do ótimo crescimento, a fatia do mercado indiano (o segundo maior do mundo, vale notar) da Apple ainda é de apenas 5%. No entanto, ela parece ser a que mais lucra no país — as vendas teriam gerado cerca de US$2,09 bilhões para os cofres da companhia.

No segmento de smartphones premium (acima de 30.000 rúpias, ou US$400), a Apple foi uma das marcas que mais cresceram em 2021, com um crescimento anual de 108% nas remessas. Isso a permitiu manter a liderança no segmento, com 44% de participação.

Publicidade

Ainda de acordo com a pesquisa, no último trimestre o preço médio de venda do iPhone no país foi de US$908. O da Samsung, por sua vez, foi de US$278, enquanto que o da Xiaomi não passou de US$172.

Neil Shah, analista da Counterpoint Research, disse que esse “é um ponto de virada para a Apple na Índia”. Segundo ele:

Os indianos estavam dispostos a gastar dinheiro em telefones premium durante a pandemia porque a vida de todos girava em torno de seus dispositivos, e não havia mais nada para gastar.

De fato, a Maçã tem um grande interesse na Índia. Nos últimos tempos, ela abriu sua loja online por lá, ampliou descontos e começou a fabricar iPhones no país. Ela também planeja abrir uma loja física em breve.

Publicidade
iPhones 13 Pro e 13 Pro Max iPhones 13 e 13 mini

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão de vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

via Business Standard

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Família de iPads com o mini

Crise de chips: prazos de entrega de iPads passam de 50 dias

Próximo Artigo
Campanha "Vem para o iiPhone"

"Vem para o iPhone" é a nova campanha da Apple no Brasil

Posts Relacionados