O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple anuncia mudanças para inibir perseguições com AirTags

A Apple acaba de anunciar algumas novidades no funcionamento dos AirTags com o objetivo de reduzir o rastreamento indesejado — como temos visto em diversos casos que vieram à tona desde o lançamento do rastreador.

Publicidade

Mais precisamente, em uma futura atualização de software, a Apple planeja implementar novos avisos de privacidade que aparecerão durante a configuração do AirTag para impedir o uso indevido.

Nesse sentido, tal aviso deixará claro que o AirTag está vinculado a um ID Apple e que usá-lo para rastrear pessoas é crime1, além de alertar que as autoridades podem solicitar informações de identificação sobre o proprietário do AirTag.

A Apple também vai corrigir um bug que identificava erroneamente AirPods [Pro/Max e de 3ª geração) e dispositivos habilitados para a rede Buscar (Find My) como um “acessório desconhecido”, o que poderia confundir usuários — fazendo-os acreditar que o alerta se tratava de um AirTag.

Além das mudanças de software, a Apple atualizará seu artigo de suporte com dicas sobre o que fazer se você receber um alerta de que um AirTag ou acessório da rede do app Buscar está próximo a você.

Publicidade

Mais precisamente, a companhia detalhará quais acessórios podem acionar um alerta de rastreamento indesejado, como são esses alertas e informações mais detalhadas sobre o que os usuários devem fazer depois de recebê-los.

Embora essas sejam as mudanças imediatas que a Apple está fazendo, a companhia também está trabalhando em novos recursos de segurança que serão implementados ainda este ano. São eles:

  • Localização Precisa: usuários dos iPhones 11, 12 e 13 que recebem um alerta de rastreamento indesejado podem localizar um AirTag desconhecida com precisão, semelhante ao recurso de Localização Precisa disponível para proprietários de AirTags. O recurso fornecerá a distância e a direção para um AirTag desconhecido quando estiver dentro do alcance, facilitando a localização.
  • Exibir alerta com som: quando um AirTag distante de seu proprietário reproduz um som para alertar as pessoas próximas, ele também exibirá um alerta em um iPhone, iPad ou iPod touch para que possa ser rastreado por som ou pela Localização Precisa. A Apple diz que esse recurso ajudará se o som do AirTag for difícil de ouvir ou se o alto-falante tiver sido adulterado.
  • Alertas de rastreamento indesejados atualizados: a Apple atualizará seu sistema de alerta para notificar os usuários com antecedência de que um AirTag ou acessório habilitado para a rede Buscar desconhecido pode estar se movimentando com eles.
  • Som mais alto: quando um usuário do iOS recebe um alerta de rastreamento indesejado, ele pode fazer com que o AirTag reproduza um som para facilitar o rastreamento. A Apple vai usar tons mais altos para tornar os ‌AirTags‌ mais audíveis e fáceis de encontrar.

Não há um cronograma específico para quando esses novos recursos serão lançados, mas a Apple planeja tornar tudo isso disponível até o fim de 2022.

Publicidade

Além desses anúncios, a Apple explicou que a privacidade dos ‌AirTags‌ “sempre foi uma prioridade”. O rastreamento indesejado “há muito tempo é um problema social” e é por isso que os ‌AirTags‌ foram originalmente criados com o “primeiro sistema proativo projetado para fornecer alertas de rastreamento indesejados”.

Naturalmente, mais recursos de segurança são sempre bem-vindos!

AirTag

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão de vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Apple Al Maryah Island

Apple abrirá uma nova loja em Abu Dhabi, na Ilha Al Maryah

Próximo Artigo
iOS 15.3.1

Apple libera iOS 15.3.1, iPadOS 15.3.1, macOS Monterey 12.2.1 e watchOS 8.4.2 [atualizado: links]

Posts Relacionados