O melhor pedaço da Maçã.

Foxconn aponta que escassez de chips está diminuindo

Photo by ChinaImages/Depositphotos
Trabalhadores chineses usando máscaras na fábrica

A Foxconn, maior montadora de iPhones do mundo, comentou que a escassez de componentes — responsável por limitar a oferta de dispositivos nos últimos dois anos — está agora mostrando sinais de abrandamento, como divulgado pela Bloomberg.

Publicidade

Segundo James Wu, porta-voz da Foxconn, o primeiro trimestre de 2022 está, até o momento, mostrando uma “grande melhoria na escassez de peças” — e a esperança é de que as restrições gerais de fornecimento diminuam no segundo semestre deste ano.

O anúncio é potencialmente um sinal positivo para todo o setor, embora a Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC), fabricante dos chips da Apple, tenha alertado que o fornecimento de processadores permanecerá apertado ao longo de 2022.

Vale notar que, além da Foxconn e da TSMC, a Apple ainda depende de várias outras fornecedoras que podem sofrer as consequências da escassez por mais tempo — a exemplo de componentes como drivers de vídeo e chips de gerenciamento de energia, os quais estão entre as peças que restringiram a capacidade de fabricação da Apple e que continuam em falta, segundo a Foxconn.

Como explanado por Tim Cook, CEO1Chief executive officer, ou diretor executivo. da Apple, a escassez de chips e a baixa produção custaram US$6 bilhões à Apple; portanto, a notícia de que essa situação possa estar começando a se reverter certamente traz alívio para a companhia, que se prepara para uma série de lançamentos este ano.

via 9to5Mac

Notas de rodapé

  • 1
    Chief executive officer, ou diretor executivo.

Ver comentários do post

Compartilhe este artigo
URL compartilhável
Post Ant.

Xiaomi quer se igualar à Apple em “produtos e experiência”

Próx. Post

Western Digital e Kioxia perdem 6,5 exabytes de chips NAND

Posts Relacionados