O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Review: escova de dentes elétrica Oral-B Genius X

Oral-B Genius X

Por trabalhar no MacMagazine, nós temos contato com inúmeros produtos tecnológicos ao longo do ano. E quando pensamos em tecnologia, as primeiras coisas que vêm à nossa cabeça são smartphones, tablets, computadores, acessórios para tais produtos, etc.

Publicidade

Só que, em pleno 2022, a tecnologia faz parte de absolutamente tudo o que está ao nosso redor, da torradeira à escova de dentes. Sim, escova de dentes, afinal temos hoje dia uma uma família de escovas elétricas — com direito a inteligência artificial — que nos ajudam a manter a saúde bucal em dia de uma forma mais simples e fácil.

Nas últimas semanas eu venho testando a Genius X, a escova elétrica mais completa da Oral-B atualmente disponível no Brasil. E, já de cara, aviso: ela me surpreendeu bastante, de forma positiva!

Conteúdo da caixa

Ao comprar uma Oral-B Genius X, dentro da caixa você encontrará a escova elétrica em si, duas cabeças/refis da escova, um estojo de transporte, uma base de recarga e o adaptador de tomada — além do manual, é claro. Em alguns casos, você pode também comprar um kit que vem inclusive com pastas de dentes.

Oral-B Genius X

Apesar de ser um pouco trambolhudo, o estojo é ótimo para você ter um local apropriado para transportar a escova quando viajar — nele, você pode colocar a escova elétrica e até dois refis. Não é preciso levar a base, já que o cabo de alimentação pode ser conectado diretamente ao estojo para recarregar a escova.

Aplicativo

A Genius X é atualmente — pelo menos entre as escovas da Oral-B comercializadas no Brasil — a única que tem um aplicativo para lhe ajudar a escovar e monitorar a sua escovação.


Ícone do app Oral-B
Oral-B de P&G Productions
Compatível com iPhones
Versão 9.0 (155.5 MB)
Requer o iOS 14.0 ou superior
GrátisBadge - Baixar na App Store Código QR Código QR

A escova se conecta ao app por Bluetooth e esse emparelhamento é muito simples: basta abrir o app, ir em “Mais”, tocar em “Sua escova” e fazer a conexão.

O app, por sinal, é bem legal. Ainda que seja possível “ignorá-lo” e escovar os dentes sem precisar do iPhone por perto, o aplicativo é um adicional muito bom para quem curte esse tipo de integração.

Publicidade

Na aba “Início”, temos três visualizações:

  • Sua orientação diária: mostra como foi a última escovação e conta com o botão “Escovar agora”, para você fazer a escovação enquanto o seu iPhone monitora tudo.
  • Jornada de cuidados odontológicos: nessa tela você pode escolher uma das muitas jornadas para o app lhe ajudar a deixar o seu hálito fresco, lutar contra placa, fazer um branqueamento, cuidar da saúde da sua gengiva ou ter cuidados ortodônticos. É nessa tela, também, que você visualiza todas as medalhas que já ganhou — sim, o app tem essa pegada gameficada que é bem interessante.
  • Lembrete sobre a cabeça da escova: por fim, caso você ative essa opção, essa tela mostrará quanto tempo restante a cabeça da escova ainda tem e quando você deverá trocá-la — com base num uso máximo de três meses, como recomendam dentistas.

Na aba “Histórico” você pode visualizar todas as suas escovações passadas, podendo inclusive ver dados específicos como cobertura (se escovou todos os dentes adequadamente), pressão (se exagerou na pressão, que pode acabar machucando a gengiva), tempo de escovação, sangramento na gengiva e rotinas adicionais (se escovou a língua, passou fio dental e ou usou enxaguante bucal).

Descendo mais, é possível ver todas as suas escovações, guiadas (com o app aberto) ou não. Tocando nelas, você tem um resumo da escovação em si.

A aba “Desafio” reúne as medalhas que você ganhou e as jornadas de limpeza que comentei acima (acessíveis também pela aba “Início”).

Já em “Mais” é onde você conecta a escova, ativa o lembrete para trocar a cabeça da escova, ativa a sincronização dos dados com o app Saúde (Health) e configura a notificação de sangramento da gengiva, o temporizador (avisar quando atingir dois minutos de escovação), se o sensor de pressão acende informando que você está exagerando na força, se o cabo vibra para você passar pro próxima área da boca (ou se só acende), escolher a cor da luz do cabo, selecionar os modos de escovação que deseja utilizar, entre outras coisas.

Escovando os dentes

Tudo devidamente pronto e configurado, vamos ao que interessa: a escovação.

Quão melhor é usar a Genius X em comparação a uma escova “comum” (eu particularmente usava uma Curaprox 5460)? Na minha opinião, muito melhor!

A sensação de limpeza é incrível, de verdade. É difícil explicar, mas a tecnologia em si envolvida numa escova dessas nos ajuda a entender um pouco o motivo disso. A escova conta com uma “tecnologia 3D” que, diferentemente da nossa mão, oscila, rotaciona e pulsa. Por conta disso, ela promete remover até 500% mais placa bacteriana que uma escova manual, de cerdas planas.

Mas como eu disse, além da informação no papel, na prática a gente também sente que a limpeza é mais profunda. E o melhor: sem fazer nenhum esforço, já que você simplesmente liga a escova e “passeia” com ela pela sua boca.

E um dos fatores interessantes de fazer a escovação com o app Oral-B aberto é que, segundo a empresa, 80% das pessoas pulam pelo menos uma área da boca ao escovar. Então, ao fazer o monitoramento da escovação com o app, a inteligência artificial, os sensores de movimento e a detecção de posição da Genius X acompanham a escovação, reconhecendo o seu estilo e fornecendo feedback em tempo real — além de também ver se você de fato cobriu toda a área bucal.

A escova também avisa se você está colocando muita pressão na escovação, que pode acabar machucando a gengiva (quando isso acontece, ela acende uma luz vermelha informando).

É claro que você não precisa ficar sempre escovando os dentes com o app aberto — eu aqui muitas vezes já não faço mais isso. No começo, porém (diria que nas duas, três ou quatro primeiras semanas), é muito legal fazer esse acompanhamento para você ir pegando o jeito da escova, ir treinando a escovação (vendo se toda a área da boca foi coberta, por exemplo). Depois, com o tempo, você conseguirá reproduzir essa escovação guiada mesmo sem o app aberto.

Claro, estou falando isso para o caso de você não curtir muito essa integração da escova com o app. Caso curta, não há nenhum problema de sempre escovar os dentes com o guia do aplicativo.

Modos de escovação

São seis modos de limpeza que você pode usar:

  • Limpeza Básica
  • Cuidado das Gengivas
  • Sensibilidade
  • Limpeza Profunda
  • Branqueamento
  • Limpeza lingual

Eu não sou muito de ficar trocando os modos. Testei alguns, como o Limpeza Profunda (que aumenta ainda mais a “força” da escova) e o “Sensível” (que, obviamente, diminui a força para não lhe machucar).

Na prática, o que muda é a forma como a tecnologia 3D (oscilante, rotatório e pulsante) funciona — aliada, é claro, a uma cabeça de escova criada especificamente para tal modo, já que existem modelos como Precision Clean, Floss Action, Sensi Ultrafino e Cross Action.

Oral-B Genius X

Os meus ajustes

No dia a dia, eu acabo deixando mesmo no Limpeza Básica. Eu também sempre deixo ligado o temporizador de dois minutos (total da escovação) e a notificação (apenas visual, prefiro que não vibre) informando que se passaram 30 segundos para eu passar a escova para outra área da boca.

Dessa forma, independentemente de usar o app para acompanhar a escovação, eu tenho a certeza de que dediquei 30 segundos para cada lado da boca (esquerdo, direito; superior, inferior), e que escovei os dentes por, no mínimo, dois minutos.

Limpando a escova

Mais simples, impossível. A cabeça da escova se encaixa facilmente no corpo — até porque, para você transportá-la no estojo, precisa sempre tirar.

Oral-B Genius X

Pelo menos aqui na minha rotina, eu quase que todos os dias tiro-a para limpar melhor a cabeça da escova (na torneira mesmo) e o corpo (seco com uma toalha). Não há com o que se preocupar. 😉

O que a minha dentista falou

Até agora, tudo o que você ouviu (ou melhor, leu) saiu da minha cabeça, que não sou formado em odontologia. Então procurei a minha dentista (a Drª. Fátima Coelho) para entender se uma escova de dentes elétrica é isso tudo mesmo.

Eis a minha pequena entrevista com ela:

A sensação que temos é a de que uma escova elétrica de fato limpa melhor. Isso é verdade? Uma escolha elétrica faz o serviço melhor do que uma manual?

Quando eu me formei, a recomendação de uma escova elétrica era indicada apenas para casos especiais, como pessoas que não têm habilidade manual, que tivessem sofrido um AVC, que tenham problemas de coordenação motora…

É claro que, de lá para cá, muita coisa mudou — incluindo a tecnologia dessas escovas.

Na prática, eu vi pessoas que não escovavam os dentes direito tendo uma melhora muito grande ao usar escova elétrica. Eu tive casos aqui no consultório de pessoas que melhoraram muito.

Outro caso que vale comentar é na motivação de crianças. Muitas vezes, crianças que não gostam de escovar também têm uma melhora grande ao passar a usar uma escova elétrica.

Escovar os dentes por dois minutos é o recomendado? Falo isso pois a escova tem um temporizador que “obriga” a pessoa a escovar os dentes por dois minutos. Isso é um aliado?

Eu acho dois minutos de razoável para bom. Uma higiene completa (escovação e fio dental) pode demorar em torno de dez minutos. A finalidade da escova é, além de escovar os dentes, massagear a gengiva. Então eu diria que a pessoa pode escovar os dentes por ainda mais tempo, mas dois minutos é satisfatório.

A escova conta com seis modos de limpeza de acordo com a sua necessidade: Sensibilidade, Branqueamento, Cuidados com a Gengiva, Limpeza da Língua, Limpeza Básica e Limpeza Profunda. Você acha que esses modos de fato cumprem o que prometem ou não é algo tão importante assim?

Sendo uma mesma escova que faz isso tudo, ela precisa de cabeças específicas para desempenhar cada uma dessas funções. Por exemplo: se você usar uma cerda muito dura no modo Cuidados com a Gengiva, vai agredir a gengiva.

Cada modo desse usado com uma cabeça específica deve, sim, ressaltar a limpeza/os cuidados em questão. Eu diria que apenas o Branqueamento com escova é impossível ser feito, já que precisa ser feito por meio de química. Você pode conseguir uma melhora (pessoas que comem muito corante e não limpam direito, por exemplo, podem ter uma melhora). Mas além disso, é difícil.

Você recomenda escovas elétricas para seus pacientes?

Sim, recomendo.

Há algum perfil de pessoa que você não recomendaria uma escova elétrica?

Atualmente, não. Apenas por conta do poder aquisitivo mesmo, já que essas escovas são mais caras.

Pontos a se considerar

Sincronização da escova com o app

Aliás, uma coisa que eu percebi ao escovar os dentes com o app aberto é que, em alguns casos, você liga a escova e a tela com o guia da escovação não abre automaticamente, forçando você a tocar no botão para que ela abra. Não é sempre, mas acontece.

Uma coisa que acontece quase sempre é: ao iniciar a escovação com a tela aberta, o guia faz a contagem até uns 4-5 segundos e depois recomeça a contagem, como se a escova demorasse um pouco para sincronizar com o app. Nada que me incomode muito ou que me faça desistir de escovar os dentes com o guia aberto, mas por outro lado merece uma menção neste review.

Barulho do motor

Outro detalhe importante comentar: eu costumo dormir tarde (ossos do ofício de ter um site de notícias) e, quando vou deitar, todos na casa já estão dormindo. As minhas filhas estão atualmente dormindo no meu quarto e, quando isso acontece (eu ir dormir com todos dormindo no meu quarto) vira e mexe eu opto por escovar os dentes com a minha escova comum (a Curaprox) por conta do barulho do motor.

É um pouco alto e, dependendo da proximidade (e do sono) da pessoa que está dormindo, pode acordar. Como eu não quero ser acusado de acordar as minhas filhas de madrugada… 😅

Bateria

Aqui, um ponto negativo da Genius X. Ela promete duas semanas ou até mais de escovação.

Bem, eu não consigo escovar e ganhar uma nota 10 no app em apenas dois minutos. Preciso de um pouco mais de tempo (2min15, algumas vezes 2min30). E não sei se é exatamente isso, mas, pelo menos comigo, a bateria nunca chegou a durar duas semanas.

Aliás, um aviso: quando a bateria fica fraca (atinge o patamar dos 10%, se não me engano), o “motor” dela reduz a força para que utilize menos energia — o que, consequentemente, muda um pouco a sensação da escovação.

Até aí tudo bem, afinal recarregar a essa escova é tão simples quanto ligar o adaptador de energia à base e colocar a escova nela — ou, como disse, usar a case de transporte. O problema é que demora “uma vida” (cerca de 6-8 horas) para que a escova seja completamente recarregada. É claro que você pode fazer como eu e deixá-la recarregando apenas à noite, o que não atrapalha a sua rotina. Mas ainda assim, durar entre 1-2 semanas e demorar esse tempo todo para ser recarregada não pode ser considerado um ponto positivo.

Resta saber, também, por quanto tempo essa bateria dura. Como ela não é facilmente substituível, quando morrer… bem, morreu. Então vamos torcer para que ela dure um bom tempo. 🙏🏼

Preço

Esse pode ser um grande entrave para muitos, afinal uma escova de dentes elétrica pode custar caro. A boa notícia é que a Oral-B tem algumas opções, que cobrem os mais variados perfis de consumidores e bolsos.

Obviamente, os preços também variam bastante (seguindo a oferta de recursos), partindo de R$70 (Pro Saúde) e chegando a R$510 (Genius X).

Conclusão

Aqui em casa todos — com exceção da esposa (por enquanto) — aderiram à escova elétrica. À noite, já virou um “ritual” eu e as meninas escovarmos os dentes com o app aberto, todos seguindo o guia da escovação — o que é ótimo para a educação das crianças, já que elas se acostumam a escovar todos os quadrantes, por no mínimo 30 segundos cada (totalizando 2 minutos).

Os pontos negativos que comentei acima de maneira nenhuma me fazem questionar ou não querer ter uma escova dessas. Eu falo com toda certeza que a sensação de dentes mais limpos após a escovação permanece até hoje, meses depois eu ter tido a minha primeira experiência com a Genius X.

Minha recomendação é: se você nunca usou uma escova elétrica e tem muitas dúvidas se vale a pena, compre a Pro Saúde. Ela custa basicamente 3-5 vezes mais do que uma escova simples de boa qualidade, então você não gastará tanto assim para ter uma ótima primeira experiência com uma escova elétrica. Agora, se você leu o review, se interessou pela Genius X e tem condições de investir nela, eu recomendo bastante — especialmente para quem, como eu, gosta bastante dessa integração com o iPhone (tanto pelo app da Oral-B em si quanto pela gravação dos dados no app Saúde).

Como disse, a Pro Saude custa por volta de R$70, enquanto a Genius X pode ser encontrada por R$510.

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão de vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Foto para o Mural MM

Mural MM, edição CCXX

Próximo Artigo
Bandeira da Ucrânia

Ucrânia quer que a Apple bloqueie a App Store na Rússia

Posts Relacionados