O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Bandeiras da Ucrânia e da Rússia sobre pedra
Shutterstock.com

Apple interrompe vendas de produtos na Rússia [atualizado]

Também há medidas envolvendo a App Store, o Apple Maps e mais

Pela primeira vez, a Apple se posicionou oficialmente, há pouco, sobre a invasão da Rússia ao território ucraniano.

Publicidade

Talvez atendendo aos pedidos do vice-primeiro-ministro da Ucrânia, Mykhailo Fedorov, a Apple interrompeu todas as vendas de seus produtos na Rússia — incluindo, é claro, iPhones, iPads, Macs, Apple Watches, AirPods, etc.

A Apple Store Online russa continua no ar, mas em qualquer página de compra agora consta a informação de que o produto está “atualmente indisponível”.

E não foi só isso. Há alguns dias, a companhia também cessou a exportação de itens para canais de vendas russos.

Publicidade

A Apple também desativou tanto as informações de tráfego quanto incidentes em tempo real nos seus Mapas na Ucrânia, a fim de tentar proteger os cidadãos ucranianos.

Os apps RT News e Sputnik News também foram retirados de todas as App Stores do mundo fora da Rússia, e a Apple aparentemente está suspendendo todas as contas de desenvolvedores russos — ou seja, não será possível gerar receita e nem realizar saques.

O BuzzFeed News obteve um pronunciamento da companhia:

Publicidade

Estamos profundamente preocupados com a invasão russa da Ucrânia e estamos juntos a todos os que sofrem como resultado da violência. Estamos apoiando os esforços humanitários, fornecendo ajuda para a crise de refugiados e fazendo todo o possível para apoiar nossas equipes na região.

Tomamos uma série de ações em resposta à invasão. Pausamos todas as vendas de produtos na Rússia. Na semana passada, paramos todas as exportações em nosso canal de vendas no país. O Apple Pay e outros serviços foram limitados. O RT News e o Sputnik News não estão mais disponíveis para download na App Store fora da Rússia. E desabilitamos os incidentes de trânsito e ao vivo no Apple Maps na Ucrânia como medida de segurança e precaução para os cidadãos ucranianos.

Continuaremos a avaliar a situação e estamos em comunicação com os governos relevantes sobre as ações que estamos tomando. Nós nos juntamos a todos aqueles ao redor do mundo que clamam pela paz.

Há alguns dias, conforme já havíamos noticiado, o Apple Pay e o Google Pay foram completamente desativados na Rússia em conformidade com sanções impostas a instituições financeiras russas. Tim Cook também já havia anunciado ajuda humanitária na região da Ucrânia.

Agora, sim.

via Alex Ward, Mark Gurman, Horace Dediu

Atualização, por Eduardo Marques01/03/2022 às 21:20

A Apple também comunicou aos funcionários que igualará todas as doações feitas numa proporção 2:1 para organizações elegíveis — sendo que esse valor que a empresa colocará em dobro será retroativo para doações feitas desde 25 de fevereiro. Ela também reforçou que está doando para ajudar os esforços humanitários locais.

Publicidade

Eis a carta (tradução livre nossa) enviada por Tim Cook aos funcionários:

Eu queria tirar um momento para falar sobre a crise em curso na Ucrânia.

Sei que falo em nome de todos na Apple ao expressar nossa preocupação com todos os afetados pela violência. A cada nova imagem de famílias fugindo de suas casas e cidadãos corajosos lutando por suas vidas, vemos como é importante que as pessoas ao redor do mundo se reúnam para promover a causa da paz.

A Apple está doando para os esforços de ajuda humanitária e fornecendo ajuda para o desenrolar da crise de refugiados. Também estamos trabalhando com parceiros para avaliar o que mais podemos fazer. Sei que muitos de vocês também estão ansiosos para encontrar maneiras de apoiar, e queremos ajudar a ampliar o impacto das suas doações. A partir de hoje, a Apple igualará suas doações numa taxa de 2:1 para organizações qualificadas, e faremos isso retroativamente para doações a essas organizações desde 25 de fevereiro. Visite o Portal de Doações de Funcionários para saber mais.

Estamos trabalhando para apoiar nossas equipes na Ucrânia e em toda a região. Na Ucrânia, estivemos em contato com todos os funcionários, ajudando eles e suas famílias da maneira que pudermos. Para os funcionários da nossa equipe ucraniana localizados fora do país que possam precisar de suporte, entre em contato por [email protected]. E para qualquer funcionário que precise de suporte, visite o site People para obter os recursos disponíveis.

Como empresa, também estamos tomando ações adicionais. Pausamos todas as vendas de produtos na Rússia. Na semana passada, interrompemos todas as exportações para o nosso canal de vendas no país. O Apple Pay e outros serviços foram limitados. O RT News e o Sputnik News não estão mais disponíveis para download na App Store fora da Rússia. E desativamos incidentes de trânsito e ao vivo no Apple Maps na Ucrânia como medida de segurança e precaução para cidadãos ucranianos.

Continuaremos a avaliar a situação e estamos em comunicação com os governos relevantes sobre as ações que estamos tomando.

Este momento exige unidade, exige coragem e nos lembra que nunca devemos perder de vista a humanidade que todos compartilhamos. Nestes tempos difíceis, me conforto em saber que estamos unidos em nosso compromisso uns com os outros, com nossos usuários e em ser uma força para o bem no mundo.

Belas palavras.

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Warren Buffett

Warren Buffett coloca Apple como uma das 4 gigantes do seu fundo de investimentos

Próximo Artigo
COVID-19

COVID-19: Apple intensificará testagem de funcionários nos EUA

Posts Relacionados