O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Dinheiro
Shutterstock.com

Brasil tem iPhone SE, iPad Air e Mac Studio mais caros do mundo

É bem provável que o título desta matéria não tenha lhe surpreendido, mas ainda assim vale a pena destacar: novamente, o Brasil tem alguns dos produtos da Apple mais caros do mundo — e isso também vale para os novos iPhone SE, iPad Air, Mac Studio e Apple Studio Display, apresentados ontem.

Publicidade

Como de praxe, o desenvolvedor japonês Jun Saito, da Nukeni, compilou todos os lugares do mundo onde você pode comprar os mais novos produtos da Apple — e o preço em cada um deles — em uma lista. Para o espanto de ninguém, o Brasil é o país mais caro para comprá-los — ainda que a companhia tenha reduzido alguns valores por aqui.

iPhone SE

Desde a versão de entrada (64GB) até o modelo topo-de-linha (256GB), o iPhone SE custa mais barato nos Estados Unidos (a partir de R$2.171,86, em conversão direta) e mais caro no Brasil (a partir de R$4.199,00).

iPad Air

Tanto os modelos Wi-Fi quanto Wi-Fi + Cellular do novo iPad Air são, novamente, mais baratos nos EUA (a partir de R$3.032,50) e mais caros no Brasil (a partir de R$6.799,00) ao longo de todas as opções de armazenamento.

Mac Studio

Primeiro da sua linha, o Mac Studio pode chegar a exorbitantes R$95 mil com as configurações mais parrudas — e isso diz muito sobre o valor da nova máquina por aqui. De fato, a versão de entrada (chip M1 Max com GPU de 24 núcleos) é mais “barata” nos Estados Unidos (R$10.120,14), enquanto que a versão intermediária (chip M1 Ultra com GPU de 48 núcleos) custa menos em Hong Kong (R$20.071,57).

Publicidade

Ambas as configurações, porém, são mais caras no Brasil, custando R$22.999,00 e R$46.999,00, respectivamente.

Apple Studio Display

O novo monitor externo da Maçã também pode custar bem caro: R$26 mil escolhendo as opções de configuração mais topos-de-linha. Mais precisamente, é possível configurá-lo com vidro convencional ou com o vidro nano-texture (mais caro), além de três tipos de base/suporte.

Publicidade

Tanto com o vidro convencional quanto com o nano-texture, o Apple Studio Display é mais em conta em Hong Kong, saindo por R$7.963,49 e R$9.387,97, respectivamente.

Em ambas as configurações e com qualquer tipo de base/suporte, o display é mais caro no Brasil, podendo custar de R$17.999,00 até R$25.999,00.


É, meus caros… não é fácil. Mas nem tudo é o fim — até porque, como dissemos, a Apple reduziu os preços de iPhones, iPads, Macs, AirPods, Apple TVs, Apple Watches e acessórios no Brasil (contém ironia, pois eles ainda continuam caros).

via 9to5Mac

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Reders do MacBook Air M2

Kuo: novo MacBook Air redesenhado terá o chip… M1

Próximo Artigo
iMovie

Apple mostra novidades que chegarão em breve ao iMovie

Posts Relacionados