O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Mac Pro em versão rack da MacStadium

Futuro Mac Pro poderá ter dois chips M1 Ultra combinados

Quando todos nós achávamos que a família do chip M1 já havia sido concluída com a apresentação dos M1 Pro/Max no ano passado, veio a Apple e surpreendeu (quase?) todo mundo com o processador M1 Ultra, que equipa o novíssimo Mac Studio. E agora, será que o grupo já está fechado? Bom… parece que ainda não!

Publicidade

O leaker Majin Bu postou recentemente no Twitter um suposto esquema técnico da ponte que conectará dois M1 Ultra — segundo ele, o resultado dessa conexão de poderes resultará no chip que equipará o vindouro Mac Pro com Apple Silicon.

O processador, de codinome “Redfern”, estaria previsto para ser lançado em setembro próximo — data em que, segundo Majin Bu, o novo Mac Pro será apresentado. Temos aqui um sistema de interconexão que posiciona dois M1 Ultra lado a lado, duplicando seus núcleos de processamento e gráficos (portanto, 40 núcleos de CPU1 e 128 de gráficos).

A possibilidade faz sentido, afinal de contas, o próprio M1 Ultra já é, essencialmente, uma combinação de dois M1 Max que utiliza uma tecnologia especial — chamada pela Apple de UltraFusion — para unir os dois chips sem perda de performance e permitindo que ambos comportem-se como uma coisa só. O futuro chip do Mac Pro, portanto, seria nada mais que uma extrapolação dessa tecnologia.

Publicidade

Por outro lado, a Apple foi bem clara no evento da semana passada ao afirmar que o M1 Ultra é o último membro da família M1. Como poderia haver um integrante extra na turma, então? Em sua newsletter mais recente, Mark Gurman levantou algumas possibilidades: a primeira é a de que a Apple poderia simplesmente dispensar os nomes estrambólicos (não muito usual, eu sei) e afirmar que o futuro computador é equipado com dois chips M1 Ultra, o que tecnicamente não estaria incorreto.

Outra possibilidade seria a Apple esperar o ciclo do vindouro chip “M2” para enfim fazer a transição do Mac Pro. Ou seja, teríamos a apresentação do “M2” comum — possivelmente num novo MacBook Air ou iMac —, depois dos “M2 Pro/Max” e, por fim, do “M2 Ultra” e do “M2 Extreme” [nome hipotético], este com até 48 núcleos de CPU e 96/128 núcleos gráficos. O futuro Mac Pro poderia ser equipado, portanto, com os chips “M2 Ultra” ou “M2 Extreme”.

Seria um cronograma mais demorado, de fato, e os consumidores necessitados do topo do topo do mundo em termos de performance teriam de esperar mais um tempinho para colocar as mãos na futura máquina. Mas faz sentido.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Mac mini M1

Novo Mac mini poderá manter o design atual

Próximo Artigo
Filmora 11

★ Efeitos cinemáticos de Boris FX e NewBlue FX agora estão disponíveis no plugins Filmora 11

Posts Relacionados