O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Desmonte do novo iPhone SE

Desmonte do novo iPhone SE revela bateria maior e modem 5G exclusivo

A maioria das peças não é compatível com o modelo anterior, infelizmente

O novo iPhone SE pode ser idêntico ao seu antecessor por fora, mas e por dentro? O canal do YouTube PBKreviews resolveu investigar — e, com isso, já temos o primeiro teardown do mais novo smartphone de entrada da Maçã.

Publicidade

O processo de abertura do novo SE não tem grandes mistérios para qualquer pessoa que já viu um smartphone contemporâneo ser aberto: o caminho de entrada é a tela, e você precisa aplicar algum tipo de aquecimento brando nas bordas do painel para amolecer o adesivo que prende o componente à carcaça de alumínio. Em seguida, um pequeno acessório plástico vai cortando o adesivo enquanto uma ventosa ajuda a puxar a tela com suavidade.

Dentro do aparelho, poucas surpresas. Sua disposição interna é muito parecida com a do iPhone SE de 2020, mas a bateria é ligeiramente maior: 2.018mAh, contra 1.821mAh do modelo anterior — uma diferença pequena, mas que, combinada com a maior eficiência energética do chip A15 Bionic, dá ao novo SE duas horas extras longe da tomada durante a reprodução de vídeos.

Infelizmente, isso significa que as baterias dos dois modelos não são intercambiáveis: além da diferença minúscula de tamanho, o conector que liga a bateria à placa foi levemente deslocado, impedindo que você instale a bateria de um iPhone SE de segunda geração no novo aparelho (ou vice-versa).

Publicidade

Falando em placa, aliás, a peça também ficou ligeiramente maior no novo iPhone SE, avançando um pouco mais até a parte inferior do aparelho e obrigando uma pequena redistribuição dos componentes por ali — o que, mais uma vez, provavelmente há de se traduzir numa incompatibilidade entre as peças das duas gerações do smartphone (ou uma parte delas, pelo menos).

Sobre a tela, por exemplo, até é possível conectar o painel de um iPhone SE de segunda geração no novo modelo — os conectores são os mesmos e o display exibe imagens normalmente. A sensibilidade ao toque, entretanto, é comprometida e não funciona em vários momentos, o que torna a troca basicamente impossível.

Por fim, o PBKreviews chegou ao modem 5G do novo aparelho: trata-se do até então desconhecido Qualcomm X57, um modelo que sequer é listado no site da fabricante. É provável, portanto, que o chip seja feito sob medida para o novo iPhone SE a pedido da Apple.

Publicidade

No fim das contas, o canal deu ao novo iPhone SE um índice de reparabilidade de 5,5 pontos (em 10 possíveis) — vamos ver se a iFixit também fará a sua tradicional avaliação e, se sim, se a sua nota será ou não similar.

iPhone SE

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão de vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

via MacRumors

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Apple Watch Series 3

Apple Watch Series 3 poderá ser descontinuado este ano

Próximo Artigo
App MacMagazine, versão 4.4.3

Saiu mais um pequeno update do nosso app!

Posts Relacionados