O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Malhete de juiz
Shuterstock.com

Longa disputa de patentes entre Apple e WiLAN chega ao fim

Quem acompanha o MacMagazine há mais tempo já deve ter se deparado, em algum momento (ou vários), com alguma notícia sobre a briga judicial entre a Apple e a WiLAN. A empresa, que não comercializa dispositivos tecnológicos, iniciou a saga de disputas judiciais contra a Maçã em 2010 — e desde então as duas estão envolvidas em vários processos relacionados a infração de patentes.

Publicidade

Hoje, no entanto, é um dia histórico: como divulgado pela WiLAN, ambas as partes assinaram um acordo de licenciamento de patentes que parece resolver todas as disputas.

Segundo as informações, o novo acordo inclui a resolução e o encerramento de todos os litígios pendentes entre WiLAN, Polaris (outra subsidiária da empresa-mãe da WiLAN, a Quarterhill) e Apple nos Estados Unidos, no Canadá e na Alemanha.

Nenhuma das partes forneceu mais informações do acordo, cujos detalhes estão sendo mantidos em sigilo.

Histórico

Como dissemos, a complexa história das disputas entre a Apple e a WiLAN remonta aos idos de 2010 — primeiro por acusações de infração de patentes relacionadas com a tecnologia Bluetooth e, depois, com Wi-Fi.

Publicidade

A Apple até ganhou alguns dos processos, como em 2013, quando um julgamento terminou com um júri decidindo contra as acusações da rival. Em 2018, porém, a WiLAN ganhou um caso que condenava a Maçã a pagar US$145 milhões pela violação das patentes — no entanto, em 2019, a gigante de Cupertino conseguiu que a multa fosse reduzida para “apenas” US$10 milhões.

Insatisfeita com a decisão, a WiLAN recorreu da decisão e conseguiu aumentar o pagamento para US$85 milhões. Desta vez, foi a Apple que apelou da sentença — mas ela não só falhou em reduzir a multa, como o montante aumentou para US$108 milhões.

Publicidade

Certamente alguma bolada foi definida nesse capítulo final da disputa — teremos de aguardar para saber se essas informações emergirão em algum momento, porém.

via Reuters

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Novas métricas no Podcasts Connect, da Apple

Apple Podcasts terá novas métricas para estimular assinaturas [atualizado: disponível]

Próximo Artigo
Página da Lumon Industries, de "Ruptura", no LinkedIn

Agora você pode seguir a Lumon, de "Ruptura", no LinkedIn

Posts Relacionados