O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Executivo da Apple destaca integração entre dispositivos em podcast

Controle Universal entre iMac e iPad

Recentemente, o responsável pelo marketing de produtos de software da Apple, Vivek Bhardwaj, deu uma entrevista ao podcast AppStories. Além de falar em específico sobre o recurso Controle Universal (Universal Control), que permite controlar iPads (ou Macs) com o trackpad/teclado de outro Mac, ele refletiu sobre o “estado da plataforma” — como é intitulado o episódio em questão.

Publicidade

Esse tema traz à tona uma discussão latente no que se refere aos aparelhos da Apple, que é a questão da integração entre sistemas e produtos. Há alguns anos, até o mínimo nível de integração nativa entre computador e smartphone era exclusiva à Apple. Sendo ela a única empresa a desenvolver sistemas, softwares e hardwares, a companhia detinha (o que ainda se mantém) controle ímpar sobre todas as etapas da produção.

Nós projetamos o Controle Universal com o Mac e o iPad em mente. Então pense nisso mais em emparelhar esses dois dispositivos e depois tirar o máximo proveito. Muitos usuários de Mac têm um iPad, então estender essa capacidade para eles é uma experiência realmente poderosa.

Assim sendo, os aplicativos nativos como o Notas, o Lembretes e o Podcasts, por exemplo, são os mesmos, não sendo necessário nenhum esforço adicional para compartilhar dados entre os dispositivos de maneira cômoda. É verdade que há a possibilidade de baixar apps com versões para desktop, todavia, a maneira como os dispositivos da Apple são criados proporciona essa harmonia naturalmente.

Com o tempo, a própria companhia passou a ativamente criar recursos que integram iPhones, Macs e iPads. Exemplo disso é o Handoff, com a sincronia de abas do Safari, além da possibilidade de atender chamadas telefônicas em qualquer um dos dispositivos. Não se pode esquecer do Sidecar, que permite usar o iPad como segunda tela do Mac.

Nesse contexto, pode-se ver como outras empresas passaram a tentar desenvolver mecanismos de integração entre sistemas. Ao passo que eles podem facilitar a usabilidade, muitas vezes têm o mesmo problema de apps de terceiros, porque, de certa forma, também os são. Como nenhuma outra empresa faz sistemas móveis e de computadores, é necessário desenvolver soluções multiplataforma. Ou seja, são pouco intuitivas, não estimulam o uso e acabam por criar problemas.

Publicidade

Então, tem-se agora o Controle Universal, que é “a outra parte” do Sidecar: além de ver na tela do outro dispositivo o que se controla em um, você controla em um o que se vê em outro. Mais do que isso, ele promove uma maior interação entre aparelhos, como é o caso da possibilidade de transferir arquivos simplesmente arrastando e soltando o mouse.

Obviamente, essas tecnologias têm limitações e não necessariamente são incríveis ou serão usadas por todos os usuários. Porém, é como se, numa série histórica, uma construção de integração viesse sendo construída e cada solução criada fosse um tijolo num conjunto de sistemas que se entrelaçam. Assim tem-se, de maneira gradativa, a sensação de usar formas diferentes do mesmo sistema/produto, com o Mac, o iPhone e o iPad.

É possível ouvir a entrevista — com cerca de 45 minutos de duração — com Vivek no episódio acima do podcast AppStories (em inglês), em que o assunto é discorrido por um agente dessa questão.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Finder

Finder: como exibir os ícones de janelas (proxy icons) de forma permanente no Mac

Próximo Artigo
AirTag

Google trabalha em detector nativo de AirTags para o Android

Posts Relacionados